Pride: Lisboa já tem passadeiras arco-íris em Campolide

Depois de todas as polémicas e reviravoltas devido à proposta do CDS para a criação de passadeira arco-íris em Arroios, entretanto cancelada, eis que Lisboa acorda esta semana com duas passadeiras orgulhosas em Campolide. André Couto, Presidente da Junta de Freguesia e que acompanhou as pinturas entre as 10 da noite e as 3 desta madrugada, garante que “os combates pela igualdade e não discriminação têm de ser centrais na sociedade.”

Sobre alegadas preocupações quanto à legalidade das mesmas, André Couto não deixa espaço para dúvidas: “A passadeira continua com faixas brancas. Pintámos as cores do arco-íris apenas no intervalo das faixas brancas. No nosso entendimento, os regulamentos municipais estão cumpridos. A visibilidade das passadeiras até está reforçada”. 

Esta é uma iniciativa que faz parte do programa “Campolide É Igualdade”, pela igualdade e pela não-discriminação das pessoas independentemente da sua orientação sexual, género, raça, religião e idade. A Junta de Freguesia coloca-se assim do lado de todos os movimentos LGBT, sendo que é igualmente “um desafio que Campolide deixa a Lisboa e ao País.

Qual a próxima freguesia ou cidade que se seguem?

Fontes: Público, Observador e Facebook.

Por Pedro Carreira

Ativista pelos Direitos Humanos na ILGA Portugal e na esQrever. Opinião expressa a título individual. Instagram/Twitter/TikTok: @pedrojdoc

Exit mobile version
%%footer%%