World Press Photo 2021: Uma das fotografias vencedoras apresenta homem trans e namorada na Rússia

No ano em que o fotógrafo português Nuno André Ferreira foi distinguido com o terceiro lugar na categoria Notícias Locais dos prémios World Press Photo 2021 com Fogo na Floresta, o russo Oleg Ponomarev foi distinguido pelo retrato A Transição: Ignat [acima], sobre a realidade das mudanças de sexo personificada em Ignat. Ignat é um homem trans que sofreu insultos e humilhações na escola, incluindo a reprovação do psicólogo quando descobriu rumores de que ele usava pronomes masculinos. Na fotografia podemos igualmente ver a sua namorada, Maria, em São Petersburgo. A fotografia foi a vencedora na categoria Retrato e nomeada para Foto do Ano.

Quando vi esta fotografia senti dignidade e amor. Ignat, o homem transgénero da fotografia, passou por um inferno na escola, foi vítima de insultos e de humilhações. A vida tem sido a luta por um direito básico: o direito de existir. Apesar de tudo, Ignat preservou dignidade e amor. Mas, ao mesmo tempo, ele não sabe o que pode esperar das pessoas, e há uma expressão em seus olhos que nos diz: ‘Posso confiar em si? Vai magoar-me?’’Andrei Polikanov, membro do júri e director visual da Takie Dela.

Muitas pessoas russas LGBTI mantêm-se escondidas e armariadas devido à estigmatização social e perseguição política contra as suas identidades. Esta não é, curiosamente, a primeira vez que um casal LGBTI é destacado numa fotografia do World Press Photo, tendo o fotógrafo dinamarquês Mads Nissen ganho o prémio de Fotografia do Ano em 1995 com a imagem do casal Jon e Alex também em São Petersburgo.


Ep.138 ESPECIAL: Opiniões sobre comunidade LGBTI+ com Cairo Braga, André Tecedeiro, Luísa Semedo e Pedro Carreira Dar Voz a esQrever: Notícias, Cultura e Opinião LGBTI 🎙🏳️‍🌈

Episódio ESPECIAL: Opiniões sobre comunidade LGBTI+ com Cairo Braga, André Tecedeiro, Luísa Semedo e Pedro Carreira. Cairo Braga tem neste episódio especial o duplo-papel de pessoa convidada e moderadora de uma conversa sobre a série de artigos de opinião que surgiram nos últimos dias sobre as identidades e vivências da comunidade LGBTI+… escritas quase na totalidade por homens heterossexuais, cisgénero, brancos e de meia idade. Para tal, juntam-se a Cairo o André Tecedeiro, a Luísa Semedo e o Pedro Carreira para uma conversa na primeira pessoa sobre este ataque, aproveitamento e obsessão que algumas pessoas comentaristas têm para falar da comunidades LGBTI+. A não perder! Artigos por pessoas LGBTI+ mencionados no episódio: A chave do armário e o orgulho da invisibilidade (por Luísa Semedo) De onde vem o que julga saber? Já conversou com pessoas trans e não-binárias? (por André Tecedeiro) O bullying dos opinion-makers (por Ana Aresta) Destransição: Dos mitos aos factos (por Pedro Carreira) Sigam e descubram o trabalho de: Cairo Braga André Tecedeiro Luísa Semedo Música por Fado Bicha: Fado Alice (com Alice Azevedo); Jingle por Hélder Baptista 🎧 Este Podcast faz parte do movimento #LGBTPodcasters 🏳️‍🌈 Para participarem e enviar perguntas que queiram ver respondidas no podcast contactem-nos via Twitter e Instagram (@esqrever) e para o e-mail geral@esqrever.com. E nudes já agora, prometemos responder a essas com prioridade máxima. Podem deixar-nos mensagens de voz utilizando o seguinte link, aproveitem para nos fazer questões, contar-nos experiências e histórias de embalar: https://anchor.fm/esqrever/message 🗣 – Até já unicórnios 🦄
  1. Ep.138 ESPECIAL: Opiniões sobre comunidade LGBTI+ com Cairo Braga, André Tecedeiro, Luísa Semedo e Pedro Carreira
  2. Ep.137 – Becoming All Alone: Homens Cisgenerais, Telescópio Homofóbico e Queer Lisboa 26
  3. Ep.136 – Break My Soul: Padre em apuros e Friends redimidos

O Podcast Dar Voz A esQrever 🎙🏳️‍🌈 está disponível nas seguintes plataformas:
👉 Spotify 👉 Apple Podcasts 👉 Google Podcasts 👉 Pocket Casts 👉 Anchor 👉 RadioPublic 👉 Overcast 👉 Breaker 👉 Podcast Addict 👉 PodBean 👉 Castbox 👉 Deezer

Exit mobile version
%%footer%%