“O Poder do Cão”, o filme com mais nomeações aos Óscares, é queer e está agora nos cinemas

Nomeado para 12 categorias para a edição de 2022 dos Óscares da Academia Norte-Americana, “O Poder do Cão” marca o regresso da premiada realizadora Jane Campion ao cinema. Com Benedict Cumberbatch no papel principal, seguido por Kirsten Dunst, Jesse Plemons e Kodi Smith-McPhee, o filme estreou na Netflix em dezembro passado e pode ser visto nos cinemas nacionais a partir deste 3 de março.

Phil Burbank (Cumberbatch) é um rancheiro ‘macho alfa’ que vive em confronto com a própria família. Quando o seu irmão (Plemons) casa com Rose (Dunst), Phil entra numa crescente intimidação contra a cunhada e o seu filho adolescente Peter (Smith-McPhee) que, além de uma primeira leitura de sensibilidade e fragilidade – queer? -, descobre um segredo bem escondido de Phil. Em extremos opostos, tocando-se na tensão entre dois homens e na violência implícita de um e explícita noutro, foram feitos paralelos ao icónico Brokeback Mountain por alguma crítica.

O filme estreia hoje nos cinemas em Portugal e a cerimónia dos Óscares está marcada para o dia 28 de março.


Ep.134 – Shedding: Pride em Portugal, Ameaça em Oslo e (Mais) Transfobia no Desporto Dar Voz a esQrever: Notícias, Cultura e Opinião LGBTI 🎙🏳️‍🌈

O centésimo trigésimo QUARTO episódio do Podcast Dar Voz A esQrever 🎙️🏳️‍🌈 é apresentado por nós, Pedro Carreira e Nuno Gonçalves. Falamos da celebração que foi a Marcha do Orgulho de Porto, e da polémica que houve com a Iniciativa Liberal e também o Arraial Lisboa Pride, em jeito de recap. Falamos do atentado grotesto em Oslo e também de mais discriminação de pessoas trans no desporto. Depois ainda temos tempo de Dar Voz A… jo~ao. Para participarem e enviar perguntas que queiram ver respondidas no podcast contactem-nos via Twitter e Instagram (@esqrever) e para o e-mail geral@esqrever.com. E nudes já agora, prometemos responder a essas com prioridade máxima. Podem deixar-nos mensagens de voz utilizando o seguinte link, aproveitem para nos fazer questões, contar-nos experiências e histórias de embalar: https://anchor.fm/esqrever/message 🗣 – Até já unicórnios 🦄 Música de jo~ao; Jingle por Hélder Baptista 🎧 Este Podcast faz parte do movimento #LGBTPodcasters 🏳️‍🌈
  1. Ep.134 – Shedding: Pride em Portugal, Ameaça em Oslo e (Mais) Transfobia no Desporto
  2. Ep.133 – Sozinha: Marchas do Orgulho em Lisboa e Porto, Arraial Pride e o "Nosso" Corpo
  3. Ep.132 – Legendary: Pink Washing, Outings e Dead Naming

O Podcast Dar Voz A esQrever 🎙🏳️‍🌈 está disponível nas seguintes plataformas:
👉 Spotify 👉 Apple Podcasts 👉 Google Podcasts 👉 Pocket Casts 👉 Anchor 👉 RadioPublic 👉 Overcast 👉 Breaker 👉 Podcast Addict 👉 PodBean 👉 Castbox 👉 Deezer

3 comentários

  1. Não gostei do filme, mas também não é exatamente o meu género e isso teve alguma influência. É de louvar dois feitos notáveis relativamente aos Óscares. O facto de ser uma mulher à frente do projeto, e que está também nomeada para melhor realizadora, yey! (ao contrário do ‘fiasco’ que é o Dune, com tantas nomeações e o realizador ficou de fora, ups). E é de louvar a nomeação de um ator principal que aparece nu no filme. Não costumo seguir estas coisas, mas pelo que tenho lido os Óscares têm um complexo incompreensível com a presença do pénis no ecrã, mas desta vez a coisa lá passou e o Benedict Cumberbatch.

    1. Pedro Carreira – Portugal – Ativista pelos Direitos Humanos na ILGA Portugal e na esQrever. Opinião expressa a título individual. Instagram/Twitter/TikTok: @pedrojdoc
      Pedro Carreira diz:

      Eu gostei 😅 Não sei como se vai dar nos Óscares, mas fiquei convencido. Ainda me falta ver muitos dos outros nomeados para poder comparar com a ‘concorrência’ hehe

  2. Bem, ficaram a faltar as palavras “está nomeado” no final do texto (eclipsaram-se como o pénis no cinema!!), mas acho que perceberam a ideia hehe

Deixa uma resposta Cancel reply

Exit mobile version
%%footer%%