Aborda é a primeira plataforma de jornalismo feminista em Portugal e pretende promover ideais de igualdade

Aborda é a primeira plataforma de jornalismo feminista em Portugal e pretende promover ideais de igualdade.

Aborda.pt é a primeira plataforma focada no jornalismo feminista no contexto português e estreou-se em pleno 25 de Abril, o Dia da Liberdade.

O espaço digital visa impulsionar a troca entre mulheres, olhar para o mundo e para os problemas da sociedade pela lente de género e ambiciona contribuir para uma sociedade justa e democrática. O Aborda é um projeto de ativismo e colaboração feminista que tem como principal objetivo defender e promover ideais de igualdade e contribuir com a disseminação de informação de qualidade sobre mulheres.

A iniciativa foi idealizada pela estudante de Jornalismo do Instituto Miguel Torga (Coimbra), Analú Bailosa, que coordena uma equipa de 22 voluntárias dedicadas às áreas de jornalismo, design e programação. “Queremos mostrar que assumir a posição de feminista é essencial para a produção de notícias, uma vez que amplifica a extensão de problemáticas sociais e escuta vozes desvalorizadas num contexto convencional. O jornalismo feminista é o que vai quebrar com os estereótipos de género e mostrar que as mulheres estão em toda a parte, basta saber olhar”, garante Analú Bailosa.

De Mulher para Mulher

A proposta é inserida na mentoria “de Mulher para Mulher” da Rede de Jovens para a Igualdade. Neste âmbito, o Aborda realizou uma formação com a equipa do projeto e contou com a participação das oradoras Aline Flor, jornalista especializada em questões de género do jornal Público, e Juliana da Penha, fundadora da Migrant Women Press.

O aborda.pt chega para colmatar uma lacuna no jornalismo alternativo em Portugal, o jornalismo com perspetiva feminista. Num projeto novo e ambicioso, inspirado em ações já consolidadas em outros países, Portugal ganha mais um espaço noticioso baseado não só na equidade de género, mas também na justiça, na responsabilidade e na credibilidade”, assegura a mentora do projeto Juliana Alcantara, jornalista e doutoranda em Ciências da Comunicação na Universidade de Coimbra.

A plataforma valoriza a partilha e o trabalho colaborativo entre as mulheres, a partir da promoção de um espaço seguro de aprendizagem para jovens jornalistas e de novas oportunidades para as mais experientes.


O Podcast Dar Voz A esQrever 🎙🏳️‍🌈 está disponível nas seguintes plataformas:
👉 Spotify 👉 Apple Podcasts 👉 Google Podcasts 👉 Pocket Casts 👉 Anchor 👉 RadioPublic 👉 Overcast 👉 Breaker 👉 Podcast Addict 👉 PodBean 👉 Castbox 👉 Deezer

Deixa uma resposta Cancel reply

Exit mobile version
%%footer%%