Reino Unido: Número de pessoas que se identificam como lésbicas, gays ou bissexuais duplicou de 2014 para 2020

Reino Unido: Número de pessoas que se identificam como lésbicas, gays ou bissexuais duplicou de 2014 para 2020
Imagem do Pride londrino por Rene Böhmer.

O número de pessoas que se identificam como lésbicas, gays ou bissexuais duplicou no Reino Unido de acordo com o Instituto Nacional de Estatísticas Britânico.

Esse número aumentou de 1,6% da população do país em 2014 para 3,1% em 2020, marcando um aumento de 2,7% e quase o dobro da percentagem de há oito anos.

O aumento foi observado tanto em homens como mulheres, aumentando de 1,9% para 3,4% e 1,4% para 2,8%, respetivamente.

Pessoas com idade entre os 16 e os 24 anos são as mais propensas a identificar-se como lésbicas, gays ou bissexuais, com 8% dessa população, sendo que dentro da mesma 2,7% que identificam-se como sendo gays ou lésbicas e 5,3% como bissexuais.

Em 2020, as mulheres eram mais propensas a identificar-se como bissexuais do que os homens a uma taxa de 1,6% e 0,9%, respectivamente. No entanto, ser gay foi mais comum entre os homens (2,5%) do que ser lésbica entre as mulheres (1,1%).

Quase três quartos (72,5%) das pessoas que se identificam como lésbicas, gays ou bissexuais no Reino Unido nunca se casaram ou entraram numa parceria civil.

Pouco menos de um quarto (23,7%) das pessoas eram casadas ou encontravam-se numa parceria civil, o que o Instituto de Estatística Britânico considerou que “pode refletir a estrutura etária mais jovem da população LGB e que a legislação para parcerias civis entre pessoas do mesmo género e casamento entre pessoas do mesmo género é relativamente recente“.

Apesar destes números que indicarão uma maior segurança para as pessoas poderem viver livremente as suas identidades, importa lembrar que também no Reino Unido há mais pessoas a esconder a sua identidade de género no local de trabalho que há 5 anos.

Deixa uma resposta Cancel reply

Exit mobile version
%%footer%%