Jornal deu dois dias a Rebel Wilson para assumir a sua relação com Ramona Agruma

Jornal deu dois dias a Rebel Wilson para assumir a sua relação com Ramona Agruma
I thought I was searching for a Disney Prince… but maybe what I really needed all this time was a Disney Princess 💗🌈💗#loveislove

Fãs de Rebel Wilson mostraram a sua indignação depois de um jornal australiano ter revelado que pretendia fazer o outing da relação da popular atriz com a estilista Ramona Agruma.

A estrela de Pitch Perfect Bridesmaids anunciou a sua relação com a estilista Ramona Agruma na sua página do Instagram [acima]. Ela compartilhou uma foto de si mesma com a namorada e escreveu: “Pensei que estava à procura de um Príncipe da Disney… mas talvez o que realmente precisava este tempo todo fosse de uma Princesa Disney“.

Fãs da atriz e produtora felicitaram o seu orgulhoso anúncio, mas dias mais tarde o colunista do Sydney Morning Herald, Andrew Horneryrevelou que o jornal planeou publicar sobre a relação de Wilson com Agruma antes de ela própria o fazer. O típico outing, portanto, ou seja, quando alguém revela a orientação sexual (ou relacionamento não heterocisnormativo) sem o seu consentimento.

Num artigo de opinião, Hornery escreveu: “Num mundo perfeito, o outing de relações de celebridades do mesmo género deve ser um conceito redundante em 2022. Amor é amor, certo?“, questionou. Mas “como Rebel Wilson sabe, não vivemos num mundo perfeito.” Foi com esta falaciosa premissa que o colunista falou em “cautela e respeito” quando o jornal “enviou um e-mail a representantes de Rebel Wilson“, onde foram concedidos “dois dias para comentar sobre a sua nova relação com outra mulher“. O jornal iria respeitar esses dois dias “antes de publicar uma única palavra.”

Hornery descreveu o aviso prévio a Rebel Wilson como um “tremendo erro“, dado que a atriz, ao assumir nos seus próprios termos a relação com Ramona Agruma, cancelou a notícia preparada. “A sua escolha em ignorar as nossas perguntas discretas, genuínas e honestas foi, na nossa opinião, decepcionante“, acrescentou.

As reações fizeram-se ouvir de imediato

O artigo foi recebido com indignação. O jornalista Chris Scullion escreveu que era: “vergonhoso o Sydney Morning Herald agir como se estivesse a ser generoso, dando a Rebel Wilson um prazo de dois dias para assumir a relação antes de sair a notícia“.

Está bem claro que Rebel Wilson foi forçada a sair do armário, provavelmente mais cedo do que ela queria“, comentou a escritora Dana Piccoli.

Este tipo de outings costumava acontecer muito nos anos 80 e início dos anos 90. Era atroz naquela época e é atroz agora.”

Já em Portugal o político Paulo Rangel foi forçado a assumir-se como homossexual, após o outing de um tablóide nacional. “Ando a ser alvo de umas campanhas negras por causa da minha orientação sexual”, referindo-se à capa do tablóide renascido Tal & Qual.


1 comentário

Deixa uma resposta Cancel reply

Exit mobile version
%%footer%%