Monkeypox: Já é possível agendar a vacinação preventiva

Monkeypox: Já é possível agendar a vacinação preventiva

A Direção-Geral da Saúde definiu esta semana os grupos prioritários para vacinação preventiva contra a Monkeypox e assim, a partir da semana de 26 de setembro, já é possível agendar vacinação preventiva.

Para tal, e após indicação médica, pessoas em maior risco poderão solicitar a vacinação. Os critérios abrangem maiores de 18 anos, sem sintomas, que preencham os seguintes critérios e a quem foi emitida uma declaração de eligibilidade para a vacinação preventiva: 

  • Homens que têm sexo com homens (HSH), mulheres e pessoas trans, em tratamento preventivo contra o vírus da imunodeficiência humana (PrEP para VIH) e diagnóstico de, pelo menos, uma infeção sexualmente transmissível (IST) nos últimos 12 meses; 
  • HSH que vivam com VIH e diagnóstico de pelo menos uma IST nos últimos 12 meses;
  • HSH e pessoas trans envolvidas em sexo comercial;
  • HSH com imunossupressão grave;
  • Profissionais de saúde, com elevado risco de exposição, envolvidos na colheita e processamento de produtos biológicos de casos de infeção. 

As pessoas com infeção humana por Monkeypox prévia confirmada não são elegíveis para vacinação preventiva.

As pessoas que cumpram os critérios acima mencionados podem solicitar a declaração de elegibilidade para vacinação preventiva nas seguintes consultas: 

  • Consultas de PrEP para VIH 
  • Consultas de tratamento de infeção VIH 
  • Consultas de tratamento de IST nas especialidades de Infeciologia ou/dermato-venereologia
  • Consultas médicas em organizações de base comunitária / não governamentais para populações-chave  
  • Consultas de saúde ocupacional / medicina do trabalho para os profissionais de saúde. 

Dada a falta de vacinas, os critérios da DGS serão revistos à medida que estiverem disponíveis mais vacinas para os alargar a mais grupos de pessoas.

Locais de Vacinação Monkeypox:

Os locais de vacinação Monkeypox disponíveis são os seguintes:

Lisboa e Vale do Tejo

  • Centro de Saúde da Lapa (Lisboa)
  • GAT – CheckpointLX (Lisboa)

Centro

  • ACES Baixo Mondego (Coimbra/Figueira da Foz)
  • ACES Baixo Vouga (Aveiro)
  • ACES Pinhal Litoral (Leiria)
  • ACES Pinhal Interior Norte (Lousã)
  • ACES Dão Lafões (São Pedro do Sul)
  • ACES Cova da Beira (Fundão)
  • ULS Guarda (Guarda)
  • ULS Castelo Branco (Castelo Branco)

Algarve

  • ACeS Central (Faro)
  • ACeS do Barlavento (Portimão)

Norte

  • ACeS Alto Tâmega e Barroso (Chaves)
  • ACeS Marão e Douro Norte (Vila Real)
  • ACeS Douro Sul (Lamego)
  • ACeS Alto Ave (Guimarães)
  • ACeS Braga (Braga)
  • ACeS Gerês/Cabreira (Amares)
  • ACeS Barcelos/Esposende (Barcelinhos)
  • ACeS Famalicão (Famalicão)
  • ACeS Santo Tirso/Trofa (Santo Tirso)
  • ACeS Baixo Tâmega (Amarante)
  • ACeS Vale do Sousa Sul (Penafiel)
  • ACeS Vale do Sousa Norte (Paços de Ferreira)
  • ACeS Gondomar (Foz do Sousa)
  • ACeS Maia/Valongo (Maia)
  • ACeS Póvoa de Varzim/Vila do Conde (Vila do Conde)
  • ACeS Porto Ocidental (Porto)
  • ACeS Porto Oriental (Porto)
  • ACeS Gaia (Vila Nova de Gaia)
  • ACeS Espinho/Gaia (Grijó)
  • ACeS Feira/Arouca (Santa Maria de Lamas)
  • ACeS Aveiro Norte (Oliveira de Azeméis)
  • ULS Matosinhos (Matosinhos)
  • ULS Alto Minho (Viana do Castelo)
  • ULS Nordeste (Macedo de Cavaleiros)

Reforçamos que é necessário agendamento prévio e declaração de elegibilidade.

O GAT – Grupo de Ativistas em Tratamentos disponibiliza também uma linha para dúvidas Monkeypox: +351 911 050 019  (dias úteis 10h-18h)

Exit mobile version
%%footer%%