Quebrar o Silêncio lança guia para identificar abuso sexual entre homens que têm sexo com homens

Quebrar o Silêncio lança guia para identificar abuso sexual entre homens que têm sexo com homens
Cartaz da campanha da Quebrar o Silêncio para ajudar a identificar abuso sexual entre homens que têm sexo com homens

A Quebrar o Silêncio lançou uma campanha destinada a homens que têm sexo com homens (e, entre eles, homens gay e bissexuais). A mesma pretende ajudá-los a a identificar situações de abuso sexual que por vezes passam despercebidas ou que não são reconhecidas enquanto tal. Ângelo Fernandes, fundador da associação, refere que “sabemos que para um homem é difícil partilhar a sua história de abuso ou procurar apoio por recear não ser bem recebido, nomeadamente quando o abuso sexual aconteceu entre homens que têm sexo com homens (HSH)”. É neste sentido que surge a campanha e guia lançados esta semana, “para que, em caso de violência sexual, os homens vitimados consigam compreender que o «desconforto» ou «mal-estar» que possam sentir pode ser de facto resultado de terem sido vítimas de abuso sexual e que podem ter apoio para os ajudar a ultrapassar o impacto e as consequências do que aconteceu.”

Jovens rapazes que sintam atração afetiva, romântica e sexual por outros rapazes cujo contexto familiar seja pouco recetivo ou mesmo adverso à sua orientação sexual, poderão estar, mesmo que temporariamente, mais vulneráveis a situações de violência sexual.

Guia [.pdf]

A campanha da Quebrar o Silêncio centra-se num novo guia que contém vários conteúdos como, entre outros, o que é violência sexual, em que contextos acontece ou como nem sempre é fácil identificar o abuso, nomeadamente quando acontece no contexto da intimidade. Assim, o guia esclarece o que é violência sexual, as diferentes formas de abuso, em que situações e contextos podem acontecer e quais os direitos e os serviços de apoio disponíveis.

Obstáculos à procura de apoio em Homens que têm Sexo com Homens

Não é fácil para HSH partilharem a sua história de abuso e procurar apoio, nomeadamente quando a vitimação ocorre na vida adulta. O fundador da Quebrar o Silêncio explica que “persistem ideias erradas como, por exemplo, «os homens adultos não podem ser vítimas de violência sexual» ou que  «homem que é homem tem de resolver os seus problemas sozinho e sem a ajuda de ninguém»”. Quando estas crenças se cruzam com estigmas associados à população de HSH, como o mito de que «são coisas normais de acontecer entre homossexuais», “o silenciamento pode ser ainda maior e impedir que os homens vitimados não procurem apoio”.

A procura por sexo casual não pressupõe consentimento para atos de abuso sexual.

Guia [.pdf]

São assim encontrados obstáculos à partilha da história de abuso e à procura de apoio por parte de HSH, nomeadamente “ideias estereotipadas associadas à homossexualidade e HSH ou mesmo descrença face à partilha e moralização sobre determinadas práticas sexuais por parte de profissionais, familiares e pessoas amigas.”

Onde encontrar a campanha da Quebrar o Silêncio?

Numa primeira fase o guia realizado pela Quebrar o Silêncio está a ser distribuído pelas diferentes entidades e organizações LGBTI+ em todo o país. Estas “são uma parceria fundamental pois têm um contacto privilegiado com HSH e podem chegar a vários homens que precisem do nosso apoio”. Numa segunda fase, a associação irá fazer a distribuição de postais, não só junto destas organizações, mas também em bares, discotecas, saunas e outros espaços que os HSH acedem e usam.

A campanha encontra-se disponível online e o guia pode ser descarregado através do link https://quebrarosilencio.pt/hsh.

Deixa uma resposta Cancel reply

Exit mobile version
%%footer%%