Ler Mais

A Eurovisão E A União Dos Povos

Hoje é dia da segunda semi-final do Festival da Eurovisão (às 20h na RTP e em Eurovision.tv) onde a nossa Leonor Andrade cantará Há Um Mar Que Nos Separa. Quem seguiu a primeira semi-final na terça-feira não deve ter escapado às várias bandeiras arco-íris que se misturavam no público com as dos países a competir pois não é segredo nenhum que desde há vários anos que o festival é seguido por milhares (milhões?) de pessoas LGBT. Não é de estranhar pois é um momento, mesmo que de ilusão, em que os países e os seus povos se unem e todos dançam, festejam e sofrem em conjunto, independentemente da cor da sua bandeira.

Ler Mais

A Homossexualidade Africana Pré-Colonial

Já por aqui discutimos a homossexualidade negra, muitas vezes envolvida numa dupla-discriminação e, até, numa negação da sua própria existência. Hoje apresentamo-vos um estudo que apresenta vinte e uma variedades de relacionamentos homossexuais africanos, encontrados quando os colonos europeus chegaram a África e, pelo menos em parte, impuseram um ideal religioso que reprova arduamente qualquer tipo de relação homossexual.

O estudo, “Expanded Criminalisation of Homosexuality in Uganda: A Flawed Narrative / Empirical evidence and strategic alternatives from an African perspective”, faz parte de um relatório[pdf] que é projetado para dissipar a confusão e a mentira em torno do projecto de lei anti-homossexualidade do Uganda, projecto esse de 2014 que condena com prisão perpétua qualquer tipo de relacionamento homossexual e a promoção ou defesa dos direitos das pessoas LGBT.