De Simão Bourbon de Linhaça a Beta e Vera, eis os novos ícones bissexuais de Pôr Do Sol

Pôr do Sol, a paródia da RTP às telenovelas, ganhou rapidamente estatuto de série de culto logo no seu ano de estreia. Com a segunda temporada cimentou o seu legado e levou o orgulho bissexual ao horário nobre da estação pública. Com argumento de Henrique Cardoso Dias e realização de Manuel Pureza, Pôr do Sol… Continue a ler De Simão Bourbon de Linhaça a Beta e Vera, eis os novos ícones bissexuais de Pôr Do Sol

What We Do In The Shadows: Harvey Guillén afirma que interesse amoroso de Guillermo vai ser revelado

Guillermo e Nandor, da série de comédia What We Do in The Shadows, são um dos casais mais interessantes do pequeno ecrã. Harvey Guillén, que interpreta Guillermo, afirmou que o seu interesse amoroso vai ser finalmente revelado. Guillermo é o guarda-costas ( ou ‘familiar’, como é dito na série) do vampiro Nandor, o Implacável. Guillén contou,… Continue a ler What We Do In The Shadows: Harvey Guillén afirma que interesse amoroso de Guillermo vai ser revelado

Obrigada, Paulo Gustavo! Até sempre.

Este é o texto que não esperava escrever, e por isso nem sei bem por onde começar. Chegou-me ontem de madrugada a triste e desconcertante notícia do falecimento do Paulo Gustavo. Quis muito deixar umas linhas para demonstrar o reconhecimento e para que nunca o esqueçamos. Mas mesmo agora, ainda me é difícil escrever sem… Continue a ler Obrigada, Paulo Gustavo! Até sempre.

Porque é que tenho de deixar de procurar a aprovação dos meus bullies

Ontem escrevi um texto em resposta à piada #hitlerilas usada por Ricardo Araújo Pereira no Isto É Gozar Com Quem Trabalha e da autoria de Guilherme Fonseca. Apesar de conceder que o alvo da piada foi André Ventura, tentei explicar porque é que “larilas” nunca podia ser só a ele dirigido. Inocentemente pensei que teria… Continue a ler Porque é que tenho de deixar de procurar a aprovação dos meus bullies

Queerentena: Parte IV – Pride Cancelado, Hungria Cancelando e Nomes Mortos Flutuando

O décimo oitavo episódio do Podcast Dar Voz A esQrever 🎙🏳️‍🌈 é apresentado por nós, Pedro Carreira e Nuno Gonçalves. Deixem-se ficar por casa porque daqui nada começa o calor e ninguém merece ir à rua com essa temperatura. E a Páscoa é um construto social de qualquer forma, Jesus que o diga. Da quarentena… Continue a ler Queerentena: Parte IV – Pride Cancelado, Hungria Cancelando e Nomes Mortos Flutuando

Podcast de Queerentena Parte III: Senhoras Fogosas, Tiger Kings e Podcasts Virais

O décimo sétimo episódio do Podcast Dar Voz A esQrever 🎙🏳️‍🌈 é apresentado por nós, Pedro Carreira e Nuno Gonçalves. Fiquem em casa e ouçam-nos com as janelas abertas porque queremos mais pessoas subscritoras. Continuamos na nossa quarentena e isolamento social, com comentários a um filme francês que está a ser muito aplaudido, Retrato de… Continue a ler Podcast de Queerentena Parte III: Senhoras Fogosas, Tiger Kings e Podcasts Virais

Podcast em Queerentena: Eurovisão, vibradores e como fugir do Coronavírus

O décimo sexto episódio do Podcast Dar Voz A esQrever 🎙🏳️‍🌈 é apresentado por nós, Pedro Carreira e Nuno Gonçalves. Fiquem em casa e ouçam-nos com as janelas abertas, porque queremos mais pessoas subscritoras. Continuamos na nossa quarentena e isolamento social, mas ainda com algumas notícias, nomeadamente o cancelamento inevitável da Eurovisão. Mas com consequências… Continue a ler Podcast em Queerentena: Eurovisão, vibradores e como fugir do Coronavírus

Feel Good, a nova comédia da Netflix em que o amor entre mulheres é um delicioso turbilhão de emoções

Bem sei que os tempos estão especialmente convidativos a isto, mas a verdade é que vi a primeira temporada de Feel Good de uma assentada. A “dramédia”, que se baseia vagamente na vida da autora e protagonista, Mae Martin, aborda a relação entre duas mulheres, Mae e George (Charlotte Ritchie) que, ao fim de cinco minutos do… Continue a ler Feel Good, a nova comédia da Netflix em que o amor entre mulheres é um delicioso turbilhão de emoções

A bravura inabalável de Tig Notaro

Fazer comédia é provavelmente a arte mais subjetiva e talvez ingrata de todas. É talvez por isso que, quando funciona, é como apanhar um relâmpago numa garrafa, um evento tão pouco provável que se assemelha a magia negra. E, no caso de Tig Notaro, isso não podia ser mais verdade. A comediante, orgulhosamente lésbica, começou a carreira em… Continue a ler A bravura inabalável de Tig Notaro

Exit mobile version
%%footer%%