#culturaqueer_5 Fui à Escócia fazer drag

Foi através desta performance (drag) que pude explorar o meu género, tanto a minha identidade como expressão. Senti-me no espaço livre, seguro, em que pude ser uma parte de mim que muitas vezes retraio, porque às vezes é mais fácil viver não sendo nós.

Continue a ler

Anúncios