Rui Veloso E O Movimento LGBT

Aquando da legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo em Portugal, Rui Veloso, ícone do rock português, mandou-nos casar e calar num sussurro descuidado. Autor de, sei lá, umas 500 canções – onde se incluem Ai Quem Me Dera A Mim Rolar Contigo Num Palheiro ou A Rapariguinha Do Shopping – pergunto-me se a rapariga era sempre a mesma ou se seria uma diferente a cada, sei lá, 5 dias. Há, pois, que manter a Fé e bandeira bem hasteada. Mas há também que tirar as conclusões sobre os princípios que parecem nortear este dito movimento, porque a mim, passados estes anos todos – e estando o Rui mais velho – não me parece que ele se tenha calado. E, sei lá, se calhar devia.


Quando os homofóbicos morrem põem o nosso podcast (a tocar) no inferno. O Rui Veloso já sabe o que o espera!” 💁‍♂️

Por Pedro Carreira

Ativista pelos Direitos Humanos na ILGA Portugal e na esQrever. Opinião expressa a título individual. Instagram/Twitter/TikTok/Mastodon: @pedrojdoc

6 comentários

    1. Pedro Carreira – Portugal – Ativista pelos Direitos Humanos na ILGA Portugal e na esQrever. Opinião expressa a título individual. Instagram/Twitter/TikTok/Mastodon: @pedrojdoc
      Pedro José diz:

      O texto foi escrito antes 🙂

Deixa uma resposta Cancel reply

Exit mobile version
%%footer%%