As Famílias Falam: Os Nossos Filhos

O conceito de família tem vindo a escapar à imagem clássica imposta por uma sociedade em que as figuras materna e paterna são obrigatórias para a validação dessas mesmas famílias. É uma sociedade em que a igualdade entre homens e mulheres continua por ser alcançada, sendo que a ideia de família tradicional acaba por perpetuar todas essas injustiças.

Há quem ache que apenas esse modelo de família tradicional é válido e impõe a sua ideia a todos os restantes. É esse o problema, há quem ache que as restantes famílias, aquelas que existiram, existem e existirão, não são famílias, são uma espécie de ajuntamento estranho que prejudica a sociedade e, em particular, as crianças que vivem no seio dessas famílias.

Esta é uma ideia desadequada, desrespeitosa e, no fim, perigosa. Sim, há famílias formadas por um pai e uma mãe, mas há também outras não menos valorosas, formadas por dois pais ou duas mães ou, até, apenas um deles. E é o desejo e o amor que unem todas estas famílias, independentemente da sua formação, sem qualquer agravante especial para a criança.

O excelente e divertido canal Põe Na Roda publicou um vídeo que dá voz a estas famílias (a da fotografia acima são o Gael, a Mariana, a Paula e a Mia), vejam:

É altura de deixar que os pequenos problemas sejam maiores do que eles realmente são e o único problema que estas famílias enfrentam é o preconceito e este educa-se desde bem cedo. É fazermos o nosso papel.

Anúncios