Texto: Não Estou Aqui

Quando trazes a tua namorada? Estás a ficar para trás, Pedro…! Não, não estou, quem está a ficar para trás és tu com esse tipo de insinuações, como se fosse teu dever lembrar-me que preciso arranjar uma namorada, porque o teu mundo não faz sentido se eu não tiver uma, não é? Como posso eu não ter uma namorada, para levar aos jantares de família e apresentá-la com sorrisos ao teu escrutínio? Quem julgo eu ser para me julgar à parte dessa tua expectativa? Bastaria que notasses as minhas respostas evasivas, o meu sorriso nervoso, perceberes o incómodo que essa tua insistência causa. Sim, porque me fazes a mesmíssima pergunta sempre que nos vemos, diante da minha família e amigos. Que raio és tu para me meteres nesta posição? Que direito te deram para me escrutinares a vida? Não, não estou aqui para saciar as tuas curiosidades. Não estou aqui para me colocares numa vitrina para que todos observem quem sou, ruga, unha, ângulo. Tomara poder dizer-te perante toda esta gente que não, não tenho namorada. E que até já a possa ter tido, mas não hoje. E se tenho alguém não to direi, porque não te permito o prazer. Imagino já esse brilho nos olhos que se abrem e exclamam EU SABIA! Não, de mim nada levas, a não ser o olhar perdido por ter e não poder dizer, a ti e a toda esta gentinha, que, sim, tenho um namorado.

Anúncios