Desafio Rede Ex Aequo: Aprende Connosco! (3ª escola ex aequo)

A rede ex aequo, associação de jovens portuguesa LGBTI e seus aliados, irá fazer uma formação no início do próximo mês para que mais pessoas se juntem ao Projecto Educação LGBTI. Este é um projecto da associação que “visa uma intervenção educacional através da disseminação de informação sobre os temas da homossexualidade, bissexualidade e identidade de género entre professores e alunos do 7º ao 12º ano, formadores de professores, professores estagiários e alunos do Ensino Superior“.

As inscrições estão abertas apenas até dia 26, Sexta-Feira, por isso, se estás interessado em unires forças com a rede ex aequo, confere toda a informação que precisas para te inscreveres:

No próximos dias 4, 5 e 6 de março a rede ex aequo – associação de jovens lésbicas, gays, bissexuais, trans, intersexo e apoiantes – irá realizar uma formação para jovens que queiram contribuir para a educação e apoio nas questões LGBTI.

 

A formação irá acontecer em e é destinada a jovens entre os 16 e 30 anos de idade que queiram fazer parte dos vários projetos da associação. Entre eles, encontra-se o Projeto Educação LGBTI, onde os voluntários se deslocam a escolas de norte a sul do país, com intuito de educar as novas gerações para os temas da orientação sexual, identidade e expressão de género. “Quando estive no Ensino Secundário, vivi na invisibilidade de um rapaz homossexual sem qualquer visão de demonstração de afetos ou diálogo sobre orientações sexuais não-normativas” – explica Tiago, um dos voluntários da rede ex aequo sobre os motivos pelos quais se envolveu neste projeto. Ricardo, outro jovem voluntário, acrescenta que “no dia em que for tão socialmente normal e aceite ser LGBTI como ser esquerdino, nenhum aluno se suicidar ou for gozado e oprimido pela sua orientação sexual e identidade de género, então a missão do projeto estará concluída”.

 

Ainda no mesmo espaço, a associação irá formar novos jovens que queiram abrir e coordenar grupos locais, conhecidos como grupos ex aequo, em qualquer local do país, para que jovens LGBTI se possam sentir integrados e num ambiente seguro para participar em atividades que tratem temas LGBTI. A rede ex aequo tem já quatro grupos de jovens a funcionar pelo país: Lisboa, Aveiro, Funchal e Coimbra. Contudo, o objetivo da associação é alargar este projeto a outras cidades, para que todas as regiões tenham pelo menos um espaço seguro para a juventude LGBTI se reunir e participar em atividades de convívio, aprendizagem entre pares e partilha. “Foi nas reuniões que me comecei a sentir amparado, guiado e informado. Os momentos de convívio e os laços de amizade que tenho criado deram-me força para lutar pelos meus sonhos. Hoje continuo perdido, mas há uma grande diferença: não estou sozinho e sou feliz por ser quem sou” – é o testemunho de outro jovem que se juntou a estas reuniões da associação LGBTI.

 

[clicar nas imagens para ler testemunhos]

 

Paralelamente a estes dois projetos, a rede ex aequo procura jovens que queiram contribuir para o crescimento da própria associação através dos seus conhecimentos mas não tenham a disponibilidade de deslocação ou à-vontade de falar em público que as atividades anteriores requerem. Eventos como um ciclo de cinema, um acampamento para jovens LGBTI, uma viagem à Serra da Estrela, entre outros, necessitam de uma equipa que se dedique a apoiar todo o trabalho de organização e divulgação. Este apoio pode ser dado em áreas tão variadas como a tradução e criação de conteúdos audiovisuais até à gestão de redes sociais e organização de eventos.

 

As inscrições estão abertas até ao próximo dia 26 de fevereiro e estão sujeitas às vagas existentes, preenchidas após um processo de seleção. Poderão inscrever-se aqui: http://goo.gl/forms/CwICFYpYYG .

Cartaz-3ª-escola-ex-aequo

Nota: Obrigado ao André pelo contacto 🙂

Anúncios