Justin Trudeau Irá Perdoar Homem Preso Por Ser Gay (em 1965)

Justin Trudeau, o actual Primeiro Ministro do Canadá, continua a solidificar a sua posição na linha da frente dos políticos que defendem os direitos das pessoas LGBT. Depois de uma campanha eleitoral explicitamente pró-LGBT e, na semana passada, ter anunciado a sua presença do Toronto’s Pride, esta semana Trudeau anunciou que irá dar o perdão póstumo a George Klippert, o último homem preso no Canadá por ser homossexual em 1965.

O engenheiro mecânico cumpriu quatro anos na prisão por dezoito acusações de “atentado ao pudor” depois de admitir ter tido contacto sexual consentido com outros outros quatro homens em Calgary.

Klippert foi considerado um “agressor sexual perigoso” e foi condenado a prisão preventiva com o fundamento de que seria provável que iria reincidir – essencialmente, foi condenado a uma prisão perpétua simplesmente pela sua orientação sexual.

O caso de Klippert foi na altura fundamental na decisão do Governo de descriminalizar actos homossexuais consensuais entre adultos“, explicou um representante de Trudeau.

Como canadianos, sabemos que a proteção e promoção dos direitos humanos fundamentais devem ser um imperativo para os governos e indivíduos – e isso inclui a identidade de género, expressão de género e orientação sexual … mas a luta para acabar com a discriminação não acabou e existe ainda imenso trabalho para fazer. Os canadianos sabem que o nosso país é mais forte pela nossa diversidade, não apesar dela.

Foi confirmado igualmente que serão revistos centenas de outros casos similares aos de Klippert.

O Canadá legalizou, com a ajuda de Pierre Trudeau – precisamente o pai de Justin -, actos homossexuais em 1969. Portugal apenas em 1982.

Fonte: Gay Star News e Facebook Justin Trudeau (fotografia).

Advertisements