Catarina Martins: “Não Pode Haver Direitos Pela Metade” (adopção)

Partilhamos hoje mais um depoimento na rubrica “Escrever A Adopção“, onde desafiámos alguns deputados e deputadas a partilharem a sua experiência e motivação quando, na linha da frente pela defesa da igualdade em Portugal na questão da adopção por casais do mesmo sexo, trabalharam para a conquista dos direitos destas famílias.

A Deputada Catarina Martins, do Bloco de Esquerda, assim nos escreveu:

A Assembleia da República aprovou finalmente o reconhecimento do direito à adopção por casais do mesmo sexo. Foi a quinta vez que este direito foi discutido, desde 2010, e o Bloco de Esquerda orgulha-se de ter estado na primeira linha deste combate. Dissemos sempre que não pode haver direitos pela metade e fomos coerentes com essa posição.

 

Festejamos esta vitória do movimento LGBT, com a certeza de que há ainda um longo caminho a percorrer no combate à discriminação e no reconhecimento de todos os direitos. Da nossa parte, continuaremos a percorrer esse caminho.

Obrigado à Deputada Catarina Martins pela sua contribuição 🙂

Outras palavras do “Escrever A Adopção”:

 

Nota: Obrigado ao Filipe pelo lançamento do desafio.

Fonte: Esquerda.net (Imagem)

Advertisements