Saltar para o conteúdo
Anúncios

Lisboa: Campanha “Somos Os Direitos Que Temos” Invade Cidade

cartaz_somos-os-direitos-que-temos-lgbt-lisboa-politica-escrever-gay

A Câmara Municipal de Lisboa lançou esta semana a campanha “Somos Os Direitos Que Temos” que tem como objectivos “a valorização da diversidade através da desconstrução de estereótipos e preconceitos“, tal como “a sensibilização d@s lisboetas para os Direitos Humanos e para a Cidadania Democrática“.

O assessor Sérgio Xavier identificou os preconceitos “de que é urgente falar”: a discriminação da etnia cigana, das pessoas provenientes de bairros sociais, de homo e transsexuais. “A promoção da igualdade é uma obrigação do município”, reforçou o vereador João Carlos Afonso.

Dos quatro cartazes previstos para a campanha de combate ao preconceito em Lisboa, três já estão nas ruas. No de Cátia Figueiredo, presidente da rede ex aequo, pode-se ler que “todos os dias luta contra a discriminação” e que embora tenha sido “julgada por ser lésbica, hoje já não se esconde“. Igualmente espalhados por Lisboa estão os cartazes com o Bruno Oliveira onde é combatida a discriminação étnica e com a Carla Moreira que denuncia a discriminação social.

Já o quarto cartaz chegará às ruas da capital na próxima semana. Nele estará Kiki, transsexual. Em 50 anos, confessa conviver com a discriminação “quase todos os dias”, motivo que a levou a associar-se a campanhas de “humanização de quem fica tantas vezes à margem” como a da Câmara Municipal de Lisboa.

Fontes: P3 e CML.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: