Christine, Mãe De Vítima De Orlando, Questiona Como Alguém Pode Votar Trump

Christine Leinonen viu o seu filho, Christopher, ser assassinado com o seu namorado no massacre de Orlando. Depois de um discurso emocionado onde apelou a políticas de bom-senso quanto à regulação de armas nos Estados Unidos e na importância do Amor prevalecer ao ódio, Christine volta a apelar ao voto no próximo dia 8 de Novembro a Hillary Clinton.

No  vídeo promovido pela Human Rights Campaign, ouve-se:

Se você ama uma pessoa LGBT, se você conhece alguém que é LGBT e você realmente a ama, não sei como poderia então justificar um voto em Donald Trump.

Pense sobre Christopher, ele perdeu o direito de voto. Você ainda tem o direito de votar. Votar no futuro que você gostaria que o Christopher tivesse. Ele ficaria feliz que votasse na Hillary Clinton. Eu ficaria feliz que você desse Christopher uma voz.

Chad Griffin, da associação, explicou que “temos a responsabilidade de não só encontrar soluções de bom-senso para a violência armada“, tal como “garantir que continuamos a avançar como nação no sentido da plena igualdade para as pessoas LGBT“. E concluiu que “Hillary Clinton demonstrou através das suas palavras e acções que ela tem a visão e liderança para nos unir e mover este país para a frente“.

O vídeo da campanha pode ser assim visto:

 

Fonte: Time.

Anúncios