“O Longo Caminho para o Orgulho”, a curta-sensação onde pessoas seniores vão ao seu primeiro Pride

Este ano, a Dublin Bus surpreendeu pessoas séniores da comunidade LGBTI, levando-as à sua primeira Marcha do Orgulho. A curta-metragem, pelo cineasta Ken Wardrop e que anda a correr meio-mundo, capturou as hesitações, os receios e, por fim, o empoderamento destas pessoas que conseguiram celebrar a sua própria existência pela primeira vez nas suas vidas.

As pessoas que aparecem na curta falam sobre as suas dificuldades em crescer e serem aceites por quem realmente são. São então convidados e convidadas por pessoas que lhes são próximas para participar no seu primeiro Pride. Um membro da família explicou que “estas pessoas são quem lutou pelo direito de ser quem somos hoje.

Como parte do Festival Pride 2019 em Dublin foi criado este tocante vídeo chamado “O Longo Caminho para o Orgulho” para destacar a importância da inclusão.

Enquanto o Pride é conhecido como um dos eventos mais inclusivos do ano, foi notado que um grupo demográfico estava ausente das celebrações: as antigas gerações de pessoas LGBTI. Em 2018, menos de 1% das pessoas participantes no Pride na Irlanda tinham mais de 65 anos, apesar do importante papel que desempenharam na conquista dos direitos LGBTI na atual Irlanda.

São também alguns dos membros mais vulneráveis ​​da sociedade: as pessoas idosas LGBTI têm 50% mais chances de viver sozinhas em comparação às pessoas heterossexuais da sua idade e são cinco vezes mais propensas a ter problemas de saúde mental.

Como parte da iniciativa geral, a Dublin Bus, através da produtora Rothco, quis incentivar as pessoas LGBTI com mais de 65 anos a comparecerem no Pride, uma celebração que ajudaram a estabelecer as fundações. Assim, juntaram pessoas LGBTI séniores com membros mais jovens da comunidade LGBTI para participar conjuntamente na celebração. Todos os pares têm algo em comum ou vêm do mesmo lugar, compartilhando experiências semelhantes ou ocupações, para que a sua amizade comece num terreno comum.

John McMahon, Diretor de Criação da Rothco, explicou que “uma geração inteira de pessoas LGBTI irlandesas mais velhas perdeu a festa do Orgulho porque a Irlanda era um país intolerante. Dado que o autocarro é um dos poucos lugares inter-geracionais que temos na nossa sociedade, pareceu-me apropriado corrigir esse erro trazendo algumas dessas pessoas para o epicentro do Pride usando o próprio autocarro. Estou muito orgulhoso do que fizemos. Normalmente, em publicidade, damos voz às pessoas mais barulhentas do mundo, mas desta vez tivemos a chance de dar voz a algumas pessoas que estão bastante sub-representadas, tanto no contexto do Pride quanto na vida irlandesa em geral.

Não percam a curta-mas-muito-orgulhosa-metragem de seguida:

Fonte: ADworld.


A processar… ⏱
Sucesso! 🌈
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s