Na Lituânia grupo vandalizou passadeira arco-íris, mas a comunidade respondeu prontamente: “Todas as pessoas pertencem!”

“Lituânia, onde todas as pessoas pertencem”

Na véspera do primeiro dia do Mês do Orgulho LGBTI, um grupo vandalizou uma passadeira arco-íris existente em Vilnius, capital da Lituânia. O cruzamento na Rua Pylimo foi pintado pela primeira vez com as cores da bandeira LGBTI em 2018, sendo esta a primeira vez que foi vandalizado.

As cores no cruzamento foram renovadas recentemente, mas um vídeo partilhado nas redes sociais mostra um grupo de quatro pessoas a pintar de preto as cores do arco-íris, naquilo que se adivinha um ataque LGBTIfóbico ao símbolo do Orgulho da cidade.

A polícia de Vilnius confirmou que recebeu um relatório sobre o incidente na noite de segunda-feira. “Estamos a investigar as circunstâncias deste incidente”, disse Donaldas Dubaka, Polícia de Vilnius.

O vídeo foi partilhado por Tomas Vytautas Raskevičius, do partido liberal Laisvės partija, que comentou que “estas pessoas são simplesmente terroristas”.

Após o ato de vandalismo, a comunidade LGBTI reagiu prontamente ao pintar com giz a passadeira e deixando mensagens coloridas de Orgulho como “Lituânia, onde todas as pessoas pertencem” ou “Amor é Amor“. O vice-presidente da Câmara de Vilnius, Valdas Benkunskas, disse que a passadeira voltará a ser pintada.

O ambiente LGBTIfóbico tem estado no centro do debate político na Lituânia, com o parlamento a votar contra um projeto de lei que permitiria a legalização de uniões entre pessoas do mesmo género. No início de maio, uma marcha pelos valores tradicionais da família em Vilnius atraiu vários milhares de participantes e foi recebida pelo presidente lituano Gitanas Nausėda.


Ep.144 – Chicken Teriyaki: Club Q, Propaganda Russa e Qatar Dar Voz a esQrever: Notícias, Cultura e Opinião LGBTI 🎙🏳️‍🌈

O centésimo QUADRAGÉSIMO QUARTO episódio do Podcast Dar Voz A esQrever 🎙️🏳️‍🌈 é apresentado por nós, Pedro Carreira e Nuno Gonçalves. Retomámos o tema dos perfis em branco no Grindr português antes de falar dos assuntos da semana: o atentando terrorista e assassinato de pessoas queer no Club Q no Colorado, da lei aprovada no Parlamento russo que descrimina ainda mais as pessoas LGBTI e todo o sururu que tem vindo a ser este flop de Mundial de Futebol no Qatar. No final acabamos por Dar Voz A… Drag Race UK e a uma nova rainha coroada. E quem de facto merecia a coroa. Artigos mencionados no episódio: Vítimas do atentado ao Club Q identificadas e suspeito enfrenta acusações de crime de ódio Parlamento russo aprova lei que proíbe “propaganda LGBT” entre pessoas adultas Qatar 2022: Confiscados chapéus arco-íris do País de Gales Qatar 2022: Alex Scott, comentadora e antiga jogadora profissional, usa braçadeira “One Love” durante cobertura da BBC Qatar 2022: Inglaterra pondera recuar no uso da braçadeira One Love após FIFA ameaçar com cartão amarelo Música por Rosalía, Jingle por Hélder Baptista 🎧 Este Podcast faz parte do movimento #LGBTPodcasters 🏳️‍🌈 Para participarem e enviar perguntas que queiram ver respondidas no podcast contactem-nos via Twitter e Instagram (@esqrever) e para o e-mail geral@esqrever.com. E nudes já agora, prometemos responder a essas com prioridade máxima. Podem deixar-nos mensagens de voz utilizando o seguinte link, aproveitem para nos fazer questões, contar-nos experiências e histórias de embalar: https://anchor.fm/esqrever/message 🗣 – Até já unicórnios 🦄
  1. Ep.144 – Chicken Teriyaki: Club Q, Propaganda Russa e Qatar
  2. Ep.143 – Ding Dong: Gais en Barcelona, Trixie & Katya e Dia da Memória Trans
  3. Ep.142 – ESPECIAL AO VIVO PODES: Economia Gay, Qatar e a importância dos Podcasts nas comunidades minoritárias

O Podcast Dar Voz A esQrever 🎙🏳️‍🌈 está disponível nas seguintes plataformas:
👉 Spotify 👉 Apple Podcasts 👉 Google Podcasts 👉 Pocket Casts 👉 Anchor 👉 RadioPublic 👉 Overcast 👉 Breaker 👉 Podcast Addict 👉 PodBean 👉 Castbox 👉 Deezer

Deixa uma resposta