Direitos Europa Homofobia Notícias Política Pride

Na Lituânia grupo vandalizou passadeira arco-íris, mas a comunidade respondeu prontamente: “Todas as pessoas pertencem!”

“Lituânia, onde todas as pessoas pertencem”

Na véspera do primeiro dia do Mês do Orgulho LGBTI, um grupo vandalizou uma passadeira arco-íris existente em Vilnius, capital da Lituânia. O cruzamento na Rua Pylimo foi pintado pela primeira vez com as cores da bandeira LGBTI em 2018, sendo esta a primeira vez que foi vandalizado.

As cores no cruzamento foram renovadas recentemente, mas um vídeo partilhado nas redes sociais mostra um grupo de quatro pessoas a pintar de preto as cores do arco-íris, naquilo que se adivinha um ataque LGBTIfóbico ao símbolo do Orgulho da cidade.

A polícia de Vilnius confirmou que recebeu um relatório sobre o incidente na noite de segunda-feira. “Estamos a investigar as circunstâncias deste incidente”, disse Donaldas Dubaka, Polícia de Vilnius.

O vídeo foi partilhado por Tomas Vytautas Raskevičius, do partido liberal Laisvės partija, que comentou que “estas pessoas são simplesmente terroristas”.

Após o ato de vandalismo, a comunidade LGBTI reagiu prontamente ao pintar com giz a passadeira e deixando mensagens coloridas de Orgulho como “Lituânia, onde todas as pessoas pertencem” ou “Amor é Amor“. O vice-presidente da Câmara de Vilnius, Valdas Benkunskas, disse que a passadeira voltará a ser pintada.

O ambiente LGBTIfóbico tem estado no centro do debate político na Lituânia, com o parlamento a votar contra um projeto de lei que permitiria a legalização de uniões entre pessoas do mesmo género. No início de maio, uma marcha pelos valores tradicionais da família em Vilnius atraiu vários milhares de participantes e foi recebida pelo presidente lituano Gitanas Nausėda.


T6 | Ep.4 – Minas com Bahia: Twitter pela Transfobia no Mês do Orgulho? Dar Voz a esQrever: Pluralidade, Diversidade e Inclusão LGBTI 🎙🏳️‍🌈

O octogésimo primeiro episódio do Podcast Dar Voz A esQrever 🎙️ 🏳️‍🌈 é apresentado por nós, Pedro Carreira e Nuno Gonçalves. Neste episódio falamos no tiro ao lado no Instagram da Fnac Portugal e da sua lista de livros arco-íris sem pessoas autoras LGBTI. Voltamos a abordar um tema específico aqui despoletado pela verificação do Twitter de uma associação transfóbica. Falamos do Pride, de TERFs e também de como devemos quase tudo o que temos hoje enquanto pessoas LGB a pessoas T. E nunca podemos esquecer isso. Para participarem e enviar perguntas que queiram ver respondidas no podcast contactem-nos via Twitter e Instagram (@esqrever) e para o e-mail geral@esqrever.com. E nudes já agora, prometemos responder a essas com prioridade máxima. Podem deixar-nos mensagens de voz utilizando o seguinte link, aproveitem para nos fazer questões, contar-nos experiências e histórias de embalar: https://anchor.fm/esqrever/message 🗣 – Até já unicórnios 🦄 Música por Daniela Mercury; Jingle por Hélder Baptista  🎧 Este Podcast faz parte do movimento #LGBTPodcasters 🏳️‍🌈
  1. T6 | Ep.4 – Minas com Bahia: Twitter pela Transfobia no Mês do Orgulho?
  2. T6 | Ep.3 – Glacier: Iniciativa Liberal e… BULLYING
  3. T6 | Ep.2 – Zitti e Buoni: com SARA ANTUNES – Eurovisão, Eurovisão, EUROVISÃO

O Podcast Dar Voz A esQrever 🎙🏳️‍🌈 está disponível nas seguintes plataformas:
👉 Spotify 👉 Apple Podcasts 👉 Google Podcasts 👉 Pocket Casts 👉 Anchor 👉 RadioPublic 👉 Overcast 👉 Breaker 👉 Podcast Addict 👉 PodBean 👉 Castbox 👉 Deezer

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: