Vídeo: Onde Há Amor, Há Heróis.

Em cima poderão ver uma curta em forma de publicidade que foi levada ao festival de curtas em Nova Iorque e que foi idealizada por Cátia Domingues em 2012, ela explica:

O tema do LGBT era uma coisa que, à partida, nos interessou e a escolha pela questão específica de travestismo foi simplesmente por não ser tão falada, não é tão perspectivada como se calhar algumas outras. Quisemos preencher esse espaço que ainda havia através de um ângulo mais impactante e ao mesmo tempo inocente. A ideia de todo o vídeo ser do ponto de vista de uma criança de 7 anos, cujo imaginário a leva a pensar que o pai é um super-herói como os dos filmes e bandas desenhadas, veio consequentemente. (…) Com este projecto nascido da proactividade queremos, mesmo, é que se abordem os novos conceitos familiares para que se promova a empatia com a comunidade.

Que venham mais boas ideias como esta!

Fonte.

Nota: Obrigado ao Luciano pela partilha 🙂

Anúncios