Saltar para o conteúdo
Anúncios

Matthew Shepard, anos mais tarde pai e mãe explicam por que continuam a lutar contra a homofobia

Matthew Shepard

Matthew Shepard morreu com apenas vinte e um anos. Morreu violentamente com apenas vinte e um anos. Foi assaltado, preso a uma cerca no meio do campo, torturado e abandonado. Foi descoberto na manhã seguinte por um ciclista que o confundiu com um espantalho. Faleceu seis dias mais tarde num hospital dos Estados Unidos no dia doze de outubro de 1998. O motivo? Ser gay.

Foi com este acto bárbaro que a atenção dos média internacionais se focou nos crimes de ódio, neste caso, homofóbico. A morte de Matthew tem ajudado a criar um movimento contra este tipo de atos um pouco por todo o mundo. Os seus dois assassinos foram julgados e cumprem pena perpétua (depois de um acordo para evitarem a pena de morte em vigor no Estado do Colorado. O seu pai e a sua mãe tornaram-se ativistas contra os crimes de ódio e deram uma entrevista dezasseis anos após a morte do seu filho, aqui fica:

 

Nota: Obrigado ao Luciano pela ajuda.

Anúncios

1 Comentário »

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: