ILGA Portugal Com Nova Direcção E Nova Prioridade: Parentalidade

A ILGA Portugal possui nova direcção liderada por Isabel Advirta.  Afirmou a nova Presidente que neste mandato as questões da parentalidade das pessoas LGBT serão prioritárias: iremos reforçar o trabalho político que temos vindo a fazer de luta contra a discriminação das pessoas LGBT, nomeadamente no que diz respeito ao reconhecimento legal das nossas famílias e ao fim de exclusões que são também violações de Direitos Humanos e do princípio constitucional da igualdade.

Acrescenta: É fundamental garantir o acesso a técnicas de procriação medicamente assistida para todas as mulheres e para todos os casais (o que significa também o reconhecimento automático da parentalidade para os dois elementos do casal), tal como o acesso à candidatura à adoção por casais do mesmo sexo, porque a igualdade na Lei é uma reivindicação central para a qualidade da democracia.

Que venha então nova energia e novas ideias para os próximos dois anos. A questão da parentalidade é, efectivamente, essencial na questão da igualdade e dos direitos humanos como por cá temos discutido.

Esperemos que em breve (e já agora com a mudança de Governo) sejam criadas as condições para que Portugal continue a avançar no sentido da criação de leis mais justas e humanas para todos os seus habitantes.

Ficam os nomes completos da direcção eleita: Isabel Fiadeiro Advirta, Paulo Pamplona Côrte-Real, Ana Nunes da Silva, Nuno Pinto e Joana Cadete Pires (membros efetivos) e Ana Aresta, João Pegado, Sara Trindade, Hélder Inês e Ricardo Torres (membros suplentes).

Fontes: ILGA Portugal e Dezanove.

Anúncios