Prémios Arco-Íris 2014

É já no próximo dia 10, Sábado, que os Prémios Arco-Íris 2014 serão entregues no Teatro do Bairro em Lisboa pelas 21h30. Promovidos pela ILGA Portugal, serão conduzidos pelo humorista Ricardo Araújo Pereira e contarão também com a participação musical de David Fonseca.

Assim diz o comunicado da ILGA:

A 12ª edição destes Prémios celebra, uma vez mais, pessoas e instituições que se distinguiram ao longo do ano de 2014 na luta contra a discriminação em função da orientação sexual e da identidade de género. Para a ILGA é fundamental realçar e divulgar exemplos positivos que marcam que a luta contra a discriminação é e deve ser de todas as pessoas – e instituições.

Os troféus, criados pela artista plástica Susana Mendes Silva, serão entregues a:

  • Direitos de todas as crianças: Instituto de Apoio à Criança e UNICEF Portugal

Duas instituições que são referências absolutas na história dos Direitos das Crianças e dos Direitos Humanos em Portugal e que foram muito claras durante o debate sobre a coadoção, dando voz a muitas crianças que deviam ter sido a preocupação central neste processo.

  • “Gisberta”

A peça ‘Gisberta’, da autoria de Eduardo Gaspar, numa fortíssima interpretação de Rita Ribeiro, mostra-nos a dor de uma mãe que perde uma filha, mas mostra-nos também a força do preconceito transfóbico – e não nos deixa esquecer a violência do resultado.

  • Munícipio de Lisboa

Plano de Ação dos Direitos Sociais 2014-2017, Dia Municipal para a Igualdade, novo Centro LGBT, Arco-íris no Jardim… as iniciativas da Câmara Municipal de Lisboa, Juntas de Freguesia e EGEAC mostram o quanto o compromisso com a igualdade do Município de Lisboa foi reforçado em 2014.

  • Daniela Mercury

A visibilidade e o orgulho de Daniela Mercury continua a marcar Portugal, um país em que o armário da vergonha ainda é infelizmente o lugar de várias figuras públicas lésbicas, gays ou bissexuais.

  • Conselho Português para os Refugiados

Portugal passou recentemente a conceder efetivamente o estatuto de refugiado a quem é alvo de perseguição em função da orientação sexual ou identidade de género. Para muitas e muitos requerentes de asilo, o mundo é um pouco mais arco-íris por causa do CPR – e o seu trabalho faz toda a diferença.

  • António Simões

António Simões lidera o HSBC no Reino Unido – e é um homem gay que faz questão de o afirmar.

Após a cerimónia haverá uma festa com DJ Bandida e DJ António Almada Guerra, a entrada será de €3.

Fonte.

Anúncios