Bruce Jenner E A Entrevista Que Tudo Muda

Bruce Jenner é um Campeão Olímpico, Bruce Jenner é uma estrela de televisão e, no entanto, hoje foi o primeiro dia que tomei verdadeiro contacto com a pessoa. Se em 1976 foi considerado um dos melhores atletas norte-americanos de sempre ao vencer o Decatlo nos Jogos Olímpicos, mais recentemente tornou-se extremamente popular entre o público que segue os reality-shows num dos programas de maior sucesso dentro do género: Keeping Up with the Kardashians. Ontem deu uma entrevista que pode mudar a vida não só a ele mas a milhares de outras pessoas. Bruce, aos sessenta e cinco anos, assumiu-se transexual.

Bruce junta-se assim a símbolos como Laverne Cox, Geena Rocero ou a série Transparent que, curiosamente, aborda uma história similar em que a personagem principal assume a sua transexualidade à família numa idade mais avançada. Não conhecendo bem a pessoa de Bruce, não posso deixar de admirar a coragem que teve ao finalmente assumir quem é, especialmente quando pude ver manchetes completamente humilhantes e transfóbicas em várias revistas de fofocas, blogues ou mesmo jornais.

Nos pequenos excertos que pude ver, Bruce sabia o impacto que a entrevista iria ter, especialmente nos Estados Unidos, mas não foi por isso que deixou de expressar o que sentia e até a complexidade que a sua definição de identidade e género, ou seja, quem ele é, tiveram durante toda a sua vida. Pelo caminho, e sabendo-se um privilegiadochamou a atenção para os crimes de ódio que as pessoas trans enfrentam no seu dia-a-dia, especialmente mulheres trans negras que têm sido assassinadas naquele país – e não só – em números extremamente preocupantes. O mesmo acontece com os níveis de suicídio destas pessoas, um dos grupos com as maiores taxas.

A exposição que este testemunho está a ter pode fazer a diferença, não apenas para Bruce, mas acima de tudo para as menos privilegiadas pessoas trans que vêm aqui uma plataforma imensa para ganharem visibilidade e verem os seus problemas espelhados em mais uma pessoa que deu um passo em frente. Goste-se do estilo ou não, são pessoas como Bruce e as restantes mencionadas que educam uma sociedade a lidar e a respeitar as pessoas, todas elas.

Vejam um excerto da entrevista de seguida:

Nota: Aquando da entrevista, Bruce ainda não tinha partilhado o nome e pronome como deseja ser mencionado.

Fonte: Huffington Post.

Actualização dia 1 de Junho 2015:

E, passado um mês desde a entrevista, assim se apresenta Caitlyn Jenner ao mundo:

Caitlyn Jenner Trans Vanity Fair cover

Anúncios