Projecto “Envelhecer Fora Do Armário”

A questão da idade, quantas vezes ignorada e menosprezada por uma sociedade que se alimenta da eterna juventude, já por aqui foi abordada, mas hoje tivemos conhecimento do projecto Envelhecer Fora Do Armário. Trata-se de um projecto sob a alçada da associação Opus Gay que “visa combater o regresso ao armário de indivíduos, que vivem remetidos à vergonha e ao isolamento, e que merecem uma vida de qualidade.

Numa entrevista ao Dezanove, António Serzedelo e António Guarita explicam a importância da visibilidade que estas pessoas LGBT precisam ter para que não tenham que regressar para dentro do armário e sejam esquecidas, algumas delas sendo, inclusivamente, separadas dos seus companheiros quando vão para um lar.

O “armário” é o isolamento, ou seja, a solidão, a discriminação social, a violação dos direitos humanos, a violência doméstica. Pretende-se, ainda, que esta população [sénior LGBT] possa viver sem medos e ansiedades o seu envelhecimento, e que a sua experiência de vida possa servir de exemplo às gerações LGBT mais jovens, ainda muito insensíveis a esta questão do envelhecimento, para construirmos uma sociedade mais isenta de preconceitos e discriminação, passando esta a ser mais inclusiva, optimizando, desta forma, a qualidade de vida de todos: gays e heterossexuais.

Para ajudar o projecto – que conta com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa – foi criado um questionário anónimo. As suas questões têm como objetivo compreender as dinâmicas do envelhecimento na população LGBT e qualquer pessoa LGBT acima dos 60 anos e residente no concelho de Lisboa pode dar-lhes resposta aqui: Questionário.

Fontes: Envelhecer Fora Do Armário (Site e Facebook) e Dezanove.

Anúncios