Itália Aprova Projecto De Lei A Favor De Uniões Civis (mas sem acesso à adopção)

O Senado italiano aprovou ontem o projecto-lei que reconhece as uniões de facto, incluindo também os casais do mesmo sexo. O governo do Primeiro Ministro Matteo Renzi ganhou assim um voto-chave que ameaçava a sua liderança dada a polémica sobre o assunto.

A aprovação segue-se a semanas de intensos debates que geraram divisões, tanto no interior como fora do governo. De recordar a manifestação que juntou cerca de meio milhão de pessoas em Roma que eram contra a aprovação desta nova lei.

O projeto-lei teve luz verde com 173 votos a favor e 71 contra e segue agora para Câmara dos Deputados, onde deverá ser igualmente aprovado. Esta vitória sabe, no entanto, a pouco para aqueles que exigiam igualmente acesso à (co-)adopção, mas essa terá sido uma bandeira que Renzi desistiu para conseguir o apoio do partido Novo Centro-Direita, dado que o MoVimento 5 Estrelas, o segundo maior do Senado, retirou o seu apoio a esta causa: “Nós não vamos dar um voto de confiança ao governo de Renzi“, disse um porta-voz do partido, acrescentando que o projeto era uma “versão diluída” da proposta original.

A Itália é o único país da Europa Ocidental que não reconhece – ainda – relações do mesmo sexo, e Renzi tem sido promissor na legalização das uniões civis desde 2013. Esperemos então que o mapa actual europeu mude muito em breve:

Itália Mapa Europa Casamento União Civil LGBT

Fontes: Politico, Euronews e Agence Idé.

Nota: Obrigado ao Filipe pela dica 🙂

 

Anúncios