Bruce Springsteen Cancela Concerto (mais uma voz contra a discriminação LGBT)

Bruce Springsteen cancelou ontem um concerto em Greensboro como protesto às leis anti-LGBT aprovadas naquele Estado da Carolina do Norte, estado que impediu as cidades de aprovarem as suas próprias leis anti-discriminação de homossexuais e transgénero.

A lei aprovada permite que seja o Estado a decidir várias regras de anti-discriminação, não permitindo que as cidades criem novas regras para proteger certas grupos de pessoas, nomeadamente as LGBT. Esta regra foi aprovada a nível estadual depois de a cidade de Charlotte aprovar uma lei que permitia às pessoas transgénero utilizarem as casas de banho de acordo com o género com que se identificam. A lei estadual veio contrariar esta lei e obriga a que as pessoas transgénero se dirijam às casas de banho públicas de acordo com o seu género biológico.

[A aprovação desta lei], é uma tentativa – por pessoas que não suportam o progresso que o nosso país tem feito no reconhecimento dos direitos humanos de todos os nossos cidadãos – para derrubar esse mesmo progresso.

 

Algumas coisas são mais importantes que um espetáculo de rock e esta luta contra o preconceito e intolerância – que decorrem no momento em que estou a escrever – é uma dessas coisas. Esta é a forma mais forte que tenho para fazer com que a minha voz seja ouvida como oposição àqueles que nos querem empurrar para trás em vez de avançarmos.

Springsteen junta-se assim a várias empresas que assinaram uma carta a pedir  a revogação de leis discriminatórias naquele Estado norte-americano. Mais recentemente, o Paypal, empresa de pagamentos online, cancelou a abertura de um novo centro de operações em Charlotte. “Ser patrão na Carolina do Norte, onde as nossas equipas não têm direitos iguais, segundo a lei, é impossível”, justificou Dan Schulman, CEO da empresa.

Pessoalmente, custa-me entender o que motiva realmente as pessoas que criaram e aprovaram esta lei discriminatória. Toda esta energia aplicada num acto de puro preconceito, que não serve para nada senão dificultar a vida a outrem. A História ditará a sua pequenez.

Fontes: Facebook, Observador e 4KQ (imagem).

Anúncios