Sair do HOMOarmário!

Hoje publicamos o texto que uma jovem leitora nos enviou, assim se escreve:

HOMOssexualidade, um conceito tão simples, mas com uma imensidão de conotação negativa associado. Refere-se à identidade sexual do indivíduo, que é única e exclusivamente, da esfera privada e íntima do sujeito! A verdade, é que somos todos ser humanos, somos todos HOMO Sapiens. Assim sendo, não importa a idade, o género, a classe social, o nível económico, ou a etnia, dos dois intervenientes de uma relação de natureza amorosa, onde a sexualidade e a intimidade são exploradas ao máximo… Importa sim, o que ambos sentem e como sentem! Em pleno ano de 1952, a Associação Americana de Psiquiatria publica Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, em que a HOMOssexualidade era considerada uma desordem mental. Mas, foi a 17 de Maio de 1990, que a OMS retira a mesma da Lista Internacional de Doenças. Parabéns Humanidade, foi um grande passo! Contudo, ainda falta um longo caminho para conseguirmos a igualdade plena, tanto na vertente jurídica, como na vertente, digamos, humana! É neste sentido, que continuarei sempre a lutar pelos meus direitos, sempre com os olhos colocados no futuro! Quem sabe um dia seja possível passear de mãos dadas com a pessoa que amo, em plena rua à luz do sol, sem ter o julgamento e o olhar de terceiros…. Coisas simples, mas com grande significado para os indivíduos que se encontram privados de tal! ‘Bora lá sociedade, ‘bora lá tornar o mundo mais colorido, mais coeso, mais unido, mais HUMANO!

No freedom till we’re equal

The Half

Anúncios