Príncipe William: “Ninguém devia ser alvo de ‘bullying’ pela sua orientação sexual”

O Príncipe William fez hoje história ao tornar-se no primeiro membro da família real britânica a ser capa de uma publicação virada para o público LGBT, a revista Attitude.

Ninguém devia ser alvo de bullying pela sua orientação sexual nem por qualquer outra. Ninguém deveria ter de confrontar-se com o tipo de ódio que estes jovens têm sofrido nas suas vidas. Os jovens gays, lésbicas e transgénero são pessoas que conheci através da revista Attitude e elas são verdadeiramente corajosas ao falarem e darem esperança a outras pessoas que estão a sofrer um terrível assédio moral no momento. A sua sensação de força e optimismo deve dar-nos todo o incentivo para enfrentar o bullying sempre que o presenciamos.

 

O que diria a qualquer jovem que esteja a ler este artigo e que esteja a ser intimidado pela sua sexualidade: não fazer-lhe frente – falar com um adulto de confiança, um amigo, um professor, contactar a Childline ou a Diana Award ou outro serviço e obter a ajuda necessária e especializada. Deves estar orgulhoso da pessoa que és e não tens nada para sentires vergonha.

O artigo surge depois do Príncipe William ter desafiado a publicação a levar ao Palácio de Kensington um grupo de pessoas LGBT para partilharem as suas experiências de bullying e analisarem o efeito deste ódio na sua saúde mental.

“O Duque de Cambridge está a trabalhar com afinco para apoiar a luta contra o bullying e ajudar a quebrar o estigma sobre a saúde mental. Ele já criou uma taskforce para a prevenção do ciberbullying e – juntamente com a Duquesa de Cambridge e o Príncipe Harry – lidera a campanha pela saúde mental e bem-estar”, declaro o porta-voz do Palácio de Kensington.

 

prince william attitude lgbt
Fotografia por Leigh Keily.

Fontes: Attitude e SIC Notícias.

Nota: Obrigado ao Luciano pela dica 🙂

Anúncios