Bonnie & Clyde: “Vamos dançar pela noite dentro sem deixar espaço à discriminação!”

As Dj’s Bonnie & Clyde – ou Kateryna Mishyna e Susana Chaby Lara, artistas residentes da SOCIETY – irão regressar ao Arraial Lisboa Pride este ano para mais uma performance, desta vez com o convidado António Almada Guerra. Com a música sempre como fundo – não fosse essa uma das artes mais inclusivas – assim falámos com a Susana sobre a aguardada performance da dupla de Dj’s no palco do Terreiro do Paço já no próximo Sábado:

 

Num mundo em que a celebração do Orgulho LGBT faz ainda mais sentido este ano, como nos farão celebrar a dupla de Dj’s Bonnie & Clyde no Arraial Lisboa Pride 2016?

 

Tudo aquilo que fazemos quando damos som à malta vem de dentro. Celebramos cada festa e cada performance com um enorme amor dentro do peito. Sabemos que estamos (muito provavelmente) a ajudar algumas pessoas a sentirem-se mais confortáveis com elas próprias – E muitas vezes nos dizem isso.
Este ano é especial sim, mas como todos os outros. Tendo como pano de fundo o que aconteceu em Orlando, é uma ótima oportunidade para abrirmos mais os olhos para a enorme discriminação que existe no mundo e no nosso país.

Portanto, tudo aquilo que nós possamos fazer como dupla, como casal, como companheiras e como cúmplices, para ajudar todos aqueles que ainda têm medo de seguir o seu coração, faremos! Sem medo.
Sabemos que estamos mais expostas do que a maioria dos casais homossexuais e vamos usar isso sempre a favor de uma maior inclusão e igualdade, quer de direitos LGBT, quer em direitos de género. Porque sermos homossexuais não nos define de maneira alguma. Sermos mulheres, sim.
Vamos dançar pela noite dentro celebrando a vida daqueles que partiram e que lutaram sempre por um mundo melhor não deixando espaço à discriminação seja ela qual for.

 

Podemos dizer que numa pista de dança os corpos – diferentes entre si – saltam em uníssono, é também isso o valor da música, do momento, da celebração?

 

Sem dúvida! Achamos que tem mais a ver com o momento e a celebração do que a música.
Quando estamos numa festa, principalmente uma em que celebramos algo tão profundo como a igualdade, todos nós, diferentes, somos um só.
E é isso que faz sentido! Principalmente quando as pessoas vêm que os Dj’s estão a divertir-se e que estão a dançar e a fundir-se com o público, esse mesmo público responde sempre da maneira mais harmoniosa!
Nós tentamos sempre transmitir aquilo que estamos a sentir ao nosso público, sem barreiras. As nossas festas só fazem sentido quando vibramos todos juntos.

 

E este ano regressam ao Arraial Lisboa Pride, para além de toda a energia partilhada com o público pela música, existe algum momento ou história que queiram partilhar das edições anteriores?

 

Bem… Só temos, como Dj’s, uma presença no Arraial Lisboa Pride…!
Tendo isso por base… Foi toda uma experiência única… Desde a equipa que nos tratou super bem ao público que foi incansável!
Lembro-me particularmente da primeira vez que subi ao palco e estava numa pilha de nervos, com borboletas pelo corpo todo! Foi indescritível! Único!
Vermos todos os nossos amigos na front line! Os primeiros gritos por estarmos a subir ao palco…! Enfim, tudo!
Foi uma noite mágica em que sentiamos que havia uma enorme pressão sobre nós, aquilo que iriamos fazer. Mas correu tudo melhor do que podiamos imaginar.

O único momento mais hilariante para mim, foi quando peguei no microfone, sendo que a Kateryna é sempre contra que eu fale ao microfone porque nunca tenho nada de jeito a dizer [risos], mas peguei e disse “Boa noite!” e toda a gente respondeu com uma enorme ovação!
Escusado será dizer que não larguei mais o microfone a noite toda para desespero da Kateryna!

 

Desta vez, então, serão acompanhadas por Almada Guerra. Como será essa partilha de palco e público?

 

Essa é uma pergunta para a qual nem há ainda uma resposta. Somos fãs do Almada desde sempre e só fazia sentido repetir o Arraial Pride se ele aceitasse o nosso convite. Queremos fazer algo diferente e que possa agradar a mais pessoas.

Mas acho que terão de esperar para ver o resultado. Acho que até nós não estamos à espera do que vai acontecer [risos].

 

Aguardamos com expectativa! Com a música e a animação a prolongarem-se noite fora, que mais precisam saber as nossas leitoras e leitores deste Arraial Lisboa Pride?

 

A festa do Arraial é um momento, na nossa opinião, em todos se juntam com o objetivo de celebrar a união entre todos.
Estamos muito entusiasmadas para o fecho da festa com a plataforma Rabbit Hole – Porque até foi numa festa deles que nos conhecemos! [risos]
Também queremos muito ver os maravilhosos Candy Fur e a mais sensual Beatriz Gosta! [risos]
Vão ser uma tarde e uma noite maravilhosas! Muita animação e muitos nervos, claro, até subirmos finalmente ao palco!

Esperamos mesmo que todos se divirtam com todos os acts que o Arraial nos vai proporcionar este ano e que venham dançar connosco PARA A FRONT LINE, quando chegar a hora! Fica feito o convite!

 

arraial lisboa pride 2016

 

Nota: Obrigado à Susana pela oportunidade 🙂

Anúncios