O meu tio é gay, e o teu?

No México, a tentativa de alterar a Constituição, de modo a promover o casamento homossexual à escala nacional, é problemática e encontra-­se actualmente num estado caótico! O presidente Enrique Peña Nieto propôs o alargamento do casamento entre pessoas do mesmo sexo pelos 31 estados deste país, uma vez que presentemente este só é possível num grupo restrito, sendo eles Coahuila, Quintana Roo, Jalisco, Chihuahua, Sonora e Nayarit. Perspectivando assim a igualdade nacional e a justiça acima de tudo!

Contudo, a resposta populista foi retrógrada e antiquada! Em pleno século XXI não saber evoluir, não saber progredir e não apoiar a igualdade individual, bem como colectiva, é extremamente preocupante! Foi o que se verificou no passado dia 10 de Setembro de 2016, com a resposta dos cidadãos mexicanos à proposta do presidente… Sim, o presidente viu-se a combater uma multidão de 11 mil indivíduos primitivos!

Bolas, são muitos indivíduos para uma só pessoa… Estes seres, que se encontravam organizados segundo várias organizações civis e grupos religiosos, gritavam orgulhosos as seguintes frases: “As crianças precisam de um pai e de uma mãe” e “Acordem e defendam a Família!

Mas, afinal o que é isto do casamento? O casamento, partindo da perspectiva de um indivíduo moderno com 20 anos de vivência, não é mais do que um contrato social estabelecido entre dois indivíduos, racionais e emocionais, que permite formalizar a relação de cariz íntimo partilhado pelos mesmos até então. Sejamos sinceros, a minha definição é melhor do que aquela que se encontra alojada nos crânios primitivos dos indivíduos anteriormente mencionados!

Surge então, uma pessoa em auxílio da humanidade e do progresso, da evolução… Vejam lá bem, uma criança com apenas 12 anos a combater na linha da frente estes seres ancestrais mexicanos! Apenas afirmou: “Tenho um tio que é homossexual. Não gosto que o odeiem.” Sim, o ódio conjuntamente com a evolução foi tomando novas formas, sendo cada vez mais complicado compreender e combater, ou até mesmo prevenir…

mexico-marcha-anti-lgbt-familia-amor-homofobia

O resultado desta manifestação pré-­histórica foi a recolha de 10.000 assinaturas de indivíduos contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo! Lamentável, apenas… Muito para evoluir, para crescer, para alcançar!

A verdade é que, quem fica mais prejudicado com tais comportamentos e manifestações sociais são os indivíduos e o ser humano em particular, independentemente do sexo, da idade, da etnia, da classe social, das habilitações literárias e da orientação sexual! Isto porque já é difícil, complicada e complexa a natureza das relações sócio­-afectivas partilhada entre os indivíduos, então porquê dificultar esta mesma necessidade inata do ser humano?

Sim, o ser humano tem como necessidade inata sentir-­se amado e amar, reciprocidade acima de tudo! Necessita estabelecer laços afectivos e sociais com os outros, pois só assim a formação do Self ocorre, em consonância o processo de auto e hetero conhecimento surge permitindo a formação dos nossos traços individuais e específicos que, à posteriori, possibilita a distinção dos demais favorecendo a construção das variadas relações.

Há que evoluir, e alterar mentalidades, nem que para isso tenhamos que ser de novo uma criança de 12 anos! Contudo, é possível verificar alguns progressos, mas tal só é possível se ocorrer uma união colectiva de vários indivíduos, que partilhem de mentalidades evolucionárias…

Tal como o grupo de hip hop, intitulados The Black Eyed Peas afirma na sua mais recente música, onde se encontram envolvidas várias personalidades do mundo da música, #WHEREISTHELOVE! Reflectir…

Anúncios