Por Que Importa O ‘Coming Out’ De Brian Anderson?

Brian Anderson, uma lenda viva do skate, assumiu-se homossexual aos 40 anos. Numa entrevista para a Vice Sports, afirmou que sempre o soube – “desde os meus 3 ou 4 anos” – mas que mais tarde, o receio de prejudicar a sua carreira desportiva, escondeu a sua natureza. Tudo isso mudou agora.

Não foi apenas a preocupação com a manutenção da sua carreira que fez Brian Anderson manter-se no armário todos estes ano, desde jovem que sentiu medo em falar sobre o tema “num ambiente altamente machista do skateboard“. No entanto, a sua paixão pela modalidade fê-lo refugiar-se precisamente aí, canalizando a sua raiva para o seu talento desportivo:

Usei o skateboard para não pensar na minha orientação sexual. Sabia que não me podia encontrar com outros homens, vivia aterrorizado com a possibilidade de alguém ver-me a fazê-lo. De certa forma, considero-me primeiro um skateboarder e apenas depois um homem gay. Sou um skater, é isso que sei.

Vinte anos depois do início da sua carreira – e após vencer inúmeros prémios internacionais – Brian diz tentar agora equilibrar as coisas de forma a que as pessoas “não lhe faltem ao respeito“. Confessa que a sua imagem de skater “grande e duro” ajudou que as pessoas não desconfiassem, jogando assim também com as ideias preconcebidas que a população ainda tem do que é (e não é) ser-se LGBT. “Muitas pessoas perguntam-me por que estou a revelar isto agora e não há muitos anos atrás, quando poderia ter feito mais diferença. Mas a verdade é que estava com muito medo, estava realmente apavorado“.

Brian espera que com esta revelação consiga encorajar jovens LGBT a não se esconderem por trás de armários e fachadas e abraçarem a sua natureza, orgulhosamente. É esta a mensagem que importa passar, que o mundo desportivo – reflexo da sociedade – pode e deve, aos poucos, começar a assumir o seu orgulho pelos e pelas atletas, independentemente da sua orientação sexual. Porque nas regras desportivas não é feita distinção entre pessoas heterossexuais, cisgénero ou LGBT. Felizmente começam a surgir mais exemplos de atletas de alto nível a assumirem a sua orientação sexual – como John Fennell ou Rafaela Silva – que assim se tornam ícones para a população em geral e a jovens LGBT em particular.

“Por que importa o ‘coming out’ de Brian Anderson?”, pergunto. Porque, ainda e enquanto houver reacções homofóbicas contra quem deseje assumir-se L, G, B ou T, importa imensamente o ‘coming out’ de Brian Anderson!

Poderão ver a entrevista completa de seguida:

 

Fonte: mor.bo.

Advertisements