Respeitável Gay

Não é o casamento, é o casamento gay.
(Que nós não queremos cá confusões.)

Não é a adoção, são as crianças.

(Que do superior interesse sabemos nós.)

Não é a dádiva de sangue, é a promiscuidade.

(Que não queremos do vosso sangue sujo.)

Não é o código deontológico, é a liberdade de expressão.

(Que o nosso canudo foi tirado aos domingos de manhã.)

Não é a orientação, é a opção sexual.

(Que nós não temos culpa das vossas escolhas imundas.)

Não és tu, sou eu.
(Topas?)

Nota: Obrigado ao David pela ideia do título 🙂

Advertisements