Novo Estudo Indica PrEP Como “Altamente Eficaz”

A PrEP, profilaxia pré-exposição, é uma estratégia de prevenção que passa pela tomada de medicação antes de uma possível infeção. No caso do VIH pode pois ser tomada por uma pessoa seronegativa antes de uma relação sexual de forma a impedir que esta se torne positiva. Trata-se de uma espécie de ‘pílula contra a SIDA’ que previne praticamente 100% de novas infeções e não apresenta efeitos secundários para a maioria das pessoas que a toma.

O Serviço Nacional de Saúde ainda não disponibiliza a PrEP:

Ao fim de cinco anos com a PrEP aprovada em alguns países do mundo em que há mais de cem mil pessoas a fazer esta profilaxia, só três é que se infetaram. Portanto, cinco anos, cem mil pessoas no mundo todo, só há três infeções com vírus resistentes.

Explicou assim Bruno Maia ao Esquerda.net. O médico justificou igualmente o atraso na sua implementação por não haver ainda “vontade política” de pegar na aprovação da PrEP em julho passado pela Agência Europeia do Medicamento. No entanto, começaram agora os esforços para a implementação da PrEP com a criação de um grupo de trabalho entre o governo, a Direção Geral de Saúde, o Infarmed e representantes da sociedade civil associados ao ativismo do VIH.

Um novo estudo, desta vez do País de Gales, volta esta semana a reiterar a importância da PrEPGiri Shankar, presidente da Public Health Wales – que realizou o estudo a pedido do Governo de Gales – afirmou esta semana:

As evidências encontradas no nosso estudo sugerem que a profilaxia pré-exposição para a prevenção do VIH é altamente eficaz clinicamente quando usada nos grupos de utilizadores, doses e monitoramento corretos.

Shankar explicou igualmente a importância da educação à população e profissionais de saúde, dado que tinha conhecimento que algumas pessoas compravam a PrEP online sem qualquer tipo de acompanhamento adequado. O País de Gales espera acompanhar a Inglaterra que prevê dar passos derradeiros para a implementação da PrEP através de financiamento a estudos clínicos nos próximos meses.

Esperemos, pois, que o grupo de trabalho criado em Portugal seja tão eficaz como célere na implementação desta importante e decisiva técnica de prevenção na luta contra o VIH. Para uma informação completa sobre a PrEP em Portugal, vale a pena conferir o site PrEP.pt.

Fonte: Imagem.

Anúncios