7.24 – You’re not who I thought*

* Excerto de “Crawl”, de Tyne

Tyne é o nome artístico de Grace Shelley, que nos chega de Cambridge e que descreve o seu estilo musical como chill-pop, um estilo onde imprime a sua personalidade e que se tem vindo a concretizar em singles isolados lançados nos tempos mais recentes em que expressa não só a sua musicalidade mas também a sua individualidade e postura, como em “Crawl”, que integra a playlist de hoje, onde ecoa os sentimentos de uma mulher independente que recusa depender de um parceiro e aguardar pelo seu amor e apoio. De acordo com a própria Tyne, esta é uma música sobre independência, que reforça a ideia de não mudarmos a nossa maneira de ser para agradar a outra pessoa, se essa outra pessoa não estiver disposta a fazer o mesmo.

Kevin Garrett cresceu a tocar o violino e a idolatrar nomes como Ray Charles e Stevie Wonder. A sua voz frágil e envolvente adapta-se perfeitamente aos temas que geralmente aborda nas suas canções, em que amor e perda convivem na construção de um ambiente emocional que se concretizou no seu primeiro EP, “Mellow Drama”, lançado em 2015, bem como no mais recente “False hope”, lançado já este ano. A produção associada às suas músicas permite afastar um pouco o véu da vulnerabilidade e acrescenta interesse a um resultado final que parece tocar em alguns pontos a sonoridade de Frank Ocean e, acima de tudo, Jack Garratt. Apesar de ser ainda um nome que, aos poucos, procura estabelecer o seu lugar no panorama artístico, traz no seu currículo já algumas menções importantes que lhe permitiram expandir um pouco mais o seu peso neste meio – neste caso, talvez a mais relevante seja a co-autoria de “Pray you can catch me”, a canção com que se inicia o álbum “Lemonade” de Beyonce, além do apoio recebido de outras estrelas como Katy Perry e Stan Smith.

Minke é o nome de uma estreante no panorama musical, tendo lançado apenas há uns meses o seu single de estreia, “Gold angel”, que integra a playlist de hoje, uma canção que alia elementos de pop, rock, soul e R&B a uma voz envolvente, num resultado que faz de certa forma lembrar os trabalhos de London Grammar e Shura. Esta é uma canção em que explora o universo feminino numa tentativa de evidenciar as expectativas geralmente impostas às mulheres e restrições sociais, numa abordagem feminista apresentada na forma de uma música de qualidade. Já em Junho Minke lançou o seu segundo single, “Armour”, que a vê continuar a explorar a sonoridade do seu single de estreia de uma forma em que o refrão assume maior destaque, e em que a mensagem da música continua a ser relevante – Minke propõe que deixemos cair as nossas armaduras e mostremos o nosso lado mais vulnerável. Uma artista que vale a pena conhecer e continuar a acompanhar.

Finalmente, uma referência a Saya, que também surgiu há pouco tempo no panorama musical, o que não foi no entanto impeditivo para que chamasse a atenção, com uma sonoridade própria aliada a uma voz expressiva e capaz. Esta artista canadense lançou até agora apenas três singles isolados, sendo um deles “Cold Fire”, que vos trago hoje, uma canção que incorpora elementos de R&B e pop com um uma produção cuidada e multifacetada que permite uma fusão muito eficaz entre a voz e a música. Sobre a música, em particular, a própria Saya revela o seu teor de certa forma biográfico, revelando que aborda a sua própria personalidade e o facto de poder ser destrutiva, fria e desapegada.

A playlist desta semana inclui ainda Jagara, três irmãs de Londres que nos trazem uma canção que apetece deixar em repeat durante as noites de Verão, Ria Mae, com um ótimo exemplo pop-rock com algumas influências eletrónicas e Maiah Manser, com uma canção em que o foco é a capacidade interpretativa da sua voz.

 

Os destaques visuais desta semana vão para Tyne, Jagara, em que as irmãs exploram paisagens citadinas e se dão, elas próprias, a conhecer, Saya, naquele que é talvez o vídeo com maior produção e argumento na seleção de hoje, em que procurou retratar strippers de uma forma que fosse encarada como o assumir do poder em si mesmas, e Maiah Manser, que nos traz um vídeo artístico (que, surpreendentemente, tem menos de 700 visualizações).

Enjoy!

Tyne – Crawl

Jagara – Real Love

Saya – Cold Fire

Maiah Manser – Second Skin

Anúncios