Costa Rica: Carlos Alvarado Eleito Presidente (e casamento entre pessoas do mesmo sexo foi tema central da campanha)

Carlos Alvarado Quesada venceu a segunda volta das eleições presidenciais na Costa Rica com 60,7%, contra os 39,3% do candidato conservador, Fabrizio Alvarado Muñoz. Antigo ministro, jornalista e escritor, Carlos defendeu ao longo de toda a campanha eleitoral o casamento entre pessoas do mesmo sexo, posição que não foi vista com bons olhos pela oposição.

O seu maior oponente chegou a vencer a primeira volta, tendo defendido durante toda a campanha os valores tradicionais e conservadores, opondo-se ao casamento entre pessoas do mesmo sexo e restringindo o acesso das mulheres à interrupção voluntária da gravidez. Mas Alvarado prometeu lutar pelo casamento igualitário e pela imagem de tolerância por parte da Costa Rica.

O meu compromisso é com um governo para todas as pessoas, em igualdade e liberdade para um futuro mais próspero. Há muito mais que nos une do que nos divide!

Esta vitória pode influenciar as campanhas noutros países da América Latina, onde serão realizadas este ano eleições em vários países onde a população parecer apoiar o casamento entre pessoas do mesmo sexo, o que tem provocado uma reação por parte dos partidos mais conservadores.

No debate final da campanha, Alvarado Quesada chamou os comentários de seu oponente de homofóbico e será o presidente mais jovem da história moderna da Costa Rica quando assumir o cargo em maio.

Carlos-Alvarado-presidente-costa rica LGBTI casamento direitos política

Fontes: Euronews, The Guardian e Imagem de Destaque e do presidente eleito.

Anúncios