Sobre comentários à saída do armário de Pablo Alborán

Muito se tem debatido a questão da saída do armário para as pessoas LGBTI e todos têm a sua opinião e gostam de comentar mesmo quando não sabem do que falam, algo que é o típico de uma certa blogosfera. Tudo isto surge, porque Pablo Alborán decidiu revelar num pequeno vídeo a sua homossexualidade. No entanto, este é um tema que não é fácil para muitas pessoas LGBTI, apesar do que muito se possa pensar.  

O coming out é um momento extremamente angustiante e pessoal e só a própria pessoa pode decidir o que momento o faz. Não vale a pena alguém querer forçar uma saída ou mesmo tentar manter a pessoa no armário. Muita da decisão passa por dois pontos: a sua segurança e o mundo que a envolve.

A segurança passa por aqueles que rodeiam a pessoa, nomeadamente os seus amigos e familiares. E aqui a forma como se ouvem, constantemente, diversas frases e expressões podem indiciar muito de como as pessoas pensam e agem. O preconceito é aqui o ponto fundamental para um retrair na saída do armário. 

No segundo caso, o mundo envolvente é a sociedade em que nos inserimos e essa pode ser tão destrutiva como regeneradora. Destrutiva pelo preconceito, mas acima de tudo, pela discriminação que ainda existe. Regeneradora, porque pode ser um incentivo para os passos de uma saída. No entanto, isto é apenas um segundo passo, dado que o primeiro está intimamente ligado à aceitação da própria pessoa. 

Tudo isto é um processo doloroso e que deixa marcas, sendo que muitas delas permanecem muito tempo com as pessoas e as tornam extremamente inseguras. 

Por isso é essencial não apenas as novas leis que trazem maior igualdade, mas acima de tudo uma mudança de mentalidades, que levem as pessoas a perceber que o preconceito e a discriminação só levam a processos de destruição. Aceitar os outros e respeitá-los é e continuará a ser um processo de educação. E aqui a escola tem um papel fundamental. 

Posto tudo isto é fundamental o exemplo que vai sendo dado por muitos “famosos” no seu coming out, dado que pelo exemplo reforçam alguma segurança e mostram-lhes que o mundo que os envolve consegue ser regenerador e igualitário em muitas oportunidades, sem margem para discriminações. Por tudo, muito obrigado, Pablo Alborán! E sê agora um pouco mais feliz! 


A saída do armário, nomeadamente a de Pablo Alborán, esteve em discussão no Podcast Dar Voz A esQrever 🎙🏳️‍🌈, oiçam:

O Podcast Dar Voz A esQrever 🎙🏳️‍🌈 está disponível nas seguintes plataformas:

👉 Spotify 👉 Apple Podcasts 👉 Google Podcasts 👉 Pocket Casts 👉 Anchor 👉 SoundCloud 👉 RadioPublic 👉 Overcast 👉 Breaker 👉 Podcast Addict 👉 PodBean 👉 Castbox 👉 Deezer

Se não estivermos ainda disponíveis na vossa app favorita, podem subscrever via 👉 RSS.

A processar… ⏱
Sucesso! 🌈

One comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s