Direitos Notícias Política Pride

EUA: Amazon e McDonald’s entre empresas que comemoram o Pride depois de doarem para políticas contra a Lei de Igualdade

Amazon e McDonald's doaram um total de mais de 1 milhão de dólares para grupos que votaram contra a Lei de Igualdade que visa proteger a população LGBTI

Em fevereiro, a grande maioria das pessoas republicanas na Câmara dos Representantes votou contra a Lei de Igualdade, que visa expandir as proteções LGBTI. Registos mostram que algumas das empresas mais conhecidas dos Estados Unidos da América, incluindo a McDonald’s, Walmart e Amazon, doaram quantias significativas para movimentos políticos que votaram contra o projeto de lei.

As empresas doam para campanhas de agentes políticos na esperança de influenciar positivamente a legislação que possa impactar os seus negócios, desde a imigração aos salários mínimos.

Como resultado, estes gigantes da indústria doaram centenas de milhares de dólares para agentes políticos que estão a pressionar por legislação que proteja os direitos das pessoas LGBTI, e centenas de milhares de dólares para agentes políticos que trabalham ativamente para derrotar essas mesmas lutas.

As empresas estão cada vez mais presas entre o desejo de buscar alianças políticas bipartidárias por meio de doações e expectativas que apoiem causas sociais progressistas. Agora, algumas delas estão a ser forçadas a mudar as suas estratégias.

De 2019 a 2020, a Walmart doou 1,2 milhões de dólares a candidaturas federais. As doações foram exatamente uma divisão uniforme — $596.000 para o lado republicano e $596.000 para o democrata. Todas, exceto três pessoas republicanas na Câmara dos Representantes, votaram contra a Lei de Igualdade, dizendo que poderia infringir a liberdade religiosa. Isso significa que a Walmart doou quase $400.000 a agentes políticos que se opuseram ao projeto de lei.

Enquanto isso, o avatar do Twitter da empresa está atualmente em tons de arco-íris, e o império do retalho está a vender uma coleção do Orgulho LGBTI.

A Amazon apoia a Lei de Igualdade desde 2015, com Brian Huseman, vice-presidente de políticas públicas da Amazon, aa escrever numa publicação em fevereiro que “agora é a hora da lei federal proteger todas as pessoas norte-americanas LGBTI+“.

Ao mesmo tempo, a empresa também dividiu as doações de 2019 a 2020, ao doar $659.000 para candidaturas democratas e $648.500 para republicanas. Mais de $460.000 dessas doações foram para agentes políticos que votaram contra a Lei de Igualdade.

Um porta-voz da Amazon explicou que a empresa “envolve-se numa ampla gama de questões que afetam os nossos negócios, clientes e pessoas funcionárias“, mas explicita que “isso não significa que concordamos com qualquer organização individual ou política 100% das vezes, e isso inclui legislação que discrimina ou incentiva a discriminação contra a comunidade LGBTI“.

De 2019 a 2020, a McDonald’s doou um total de $213.000 aos agentes legisladores que votaram contra o referido projeto de lei. Em pleno Mês do Orgulho LGBTI, a empresa escreveu no Twitter: “Temos orgulho de ti. E tu também deverias ter orgulho de ti.

Em 2021, as marcas estão a apoiar abertamente pessoas LGBTI e a celebrar o Orgulho nas suas redes sociais mais que nunca. Simultaneamente, os EUA estão a assistir a uma explosão de contas transfóbicas. Quem legisla não está simplesmente a votar contra a cimentação das proteções das pessoas LGBTI, está sim a tentar aprovar novas leis que ativistas dizem que prejudicarão pessoas especialmente vulneráveis.

São forças transfóbicas organizadas, pessoas que são ideologicamente contra as pessoas trans, que estão a tentar puxar a sua agenda em todos os lugares que podem“, explicou Rodrigo Heng-Lehtinen. “O seu movimento é coordenado, é deliberado, e é tudo sobre usar pessoas trans e especialmente jovens trans como jogo político.

Pessoas envolvidas nestes negócios esperam cada vez mais que as empresas defendam valores sociais progressistas, incluindo o apoio vocal a pessoas LGBTI. As empresas, por seu lado, não querem realmente desistir da influência em ambos os lados do jogo político. No entanto, as empresas estão a ser forçadas a mudar as suas práticas. A Walmart e a Amazon, por exemplo, pausaram as doações a pessoas legisladoras que se opuseram a certificar a vitória do presidente Joe Biden em janeiro passado, após a invasão do Capitólio. A McDonald’s parou todas as suas doações políticas desde janeiro.

Em 2021, é cada vez mais difícil para as empresas dizerem que apoiam uma causa, enquanto doam para agentes políticos que votam em leis no sentido oposto. Marcia Chatelain, professora da Universidade de Georgetown, disse que, após os protestos de George Floyd, as marcas como a McDonald’s assumiram que o apoio através de tweets satisfaria a maioria das pessoas.

O que provavelmente não anteciparam foi que estamos a viver um momento em que as pessoas pedem mais“, disse. “Elas pedem mais do que doações. Elas pedem mais do que programas de promoção de diversidade. Elas pedem mais do que marketing. Elas realmente pedem justiça racial e económica.”


T7 | Ep. 22 – Sooner or Later (com EDUARDO LIMA): Dia Mundial de Luta Contra o VIH/SIDA Dar Voz a esQrever: Pluralidade, Diversidade e Inclusão LGBTI 🎙🏳️‍🌈

O centésimo sexto episódio do Podcast Dar Voz A esQrever 🎙️🏳️‍🌈 é apresentado por nós, Pedro Carreira e Nuno Gonçalves. É Dia Mundial da Luta Contra o VIH/SIDA e trazemos a nossa perspetiva sobre as terapêuticas atuais de profilaxia e outras estratégias de prevenção. E porque não é demais relembrar, colocamos um trecho da nossa entrevista com o Eduardo Lima sobre o assunto. Depois ainda entramos no Dar Voz A… em que falamos de dois filmes franceses sobre o tema do VIH e uma icônica campanha da Bennetton no anos 90! Sem nos esquecermos da despedida a Stephen Sondheim. Para participarem e enviar perguntas que queiram ver respondidas no podcast contactem-nos via Twitter e Instagram (@esqrever) e para o e-mail geral@esqrever.com. E nudes já agora, prometemos responder a essas com prioridade máxima. Podem deixar-nos mensagens de voz utilizando o seguinte link, aproveitem para nos fazer questões, contar-nos experiências e histórias de embalar: https://anchor.fm/esqrever/message 🗣 – Até já unicórnios 🦄 Música de Madonna; Jingle por Hélder Baptista 🎧 Este Podcast faz parte do movimento #LGBTPodcasters 🏳️‍🌈 Contactos: GAT – Grupo de Ativistas em Tratamento: +351 210 967 826 geral@gatportugal.org CHECKPOINTLX: +351 910 693 158 geral@checkpointlx.com
  1. T7 | Ep. 22 – Sooner or Later (com EDUARDO LIMA): Dia Mundial de Luta Contra o VIH/SIDA
  2. T7 | Ep.21 – Easy on Me: Formação de Forças Policiais, Maluda e Queer Eye
  3. T7 | Ep.20 – All Too Well: parabéns ao Centro LGBTI, manuais escolares homofóbicos na Irlanda, perseguição a mulheres no Afeganistão e Single All The Way (Taylor's Version)

O Podcast Dar Voz A esQrever 🎙🏳️‍🌈 está disponível nas seguintes plataformas:
👉 Spotify 👉 Apple Podcasts 👉 Google Podcasts 👉 Pocket Casts 👉 Anchor 👉 RadioPublic 👉 Overcast 👉 Breaker 👉 Podcast Addict 👉 PodBean 👉 Castbox 👉 Deezer

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: