Cultura Livros Notícias

Lambda Awards 2021

Imagem por  Agustin Gunawan.

Os prémios Lambda – criados em 1989 – têm servido ao longo das suas mais de três décadas para marcar o contributo cultural da literatura gay, lésbica, bisexual, trans e queer, particularmente nos EUA. A organização propõe-se a premiar livros pelo seu mérito literário e conteúdo relevante para as vidas LGBTQ. A Lambda Literary, para além dos prémios, publica ainda uma revista – Lambda Literary Review – e é responsável pela organização da LitFest, do Writer’s Retreat e do programa “LGBTQ Writers in Schools” que leva estes escritores a escolas dos vários ciclos de aprendizagem para falar de livros e da sua vivência como pessoas e autores LGBTQ.


Nesta 33ª edição foram premiados os livros publicados ao longo de 2020 nos EUA, distribuídos por 24 categorias. Para quem, como eu, nunca se cansa de adicionar livros à wishlist, partilho aqui a lista dos vencedores por categoria:

Lesbian Fiction
Fiebre Tropical de Juli Delgado Lopera (traduzido para português pela Editora Instante no Brasil)
Gay Fiction
Neotenica de Joon Oluchi Lee
Bisexual Fiction
You Exist Too Much de Zaina Arafat
Transgender Fiction
The Thirty Names of Night de Zeyn Joukhadar

Lesbian Poetry
Funeral Diva de Pamela Sneed
Gay Poetry
Guillotine de Eduardo C. Corral
Bisexual Poetry
Salt Body Shimmer de Aricka Foreman
Transgender Poetry
I love you and I’m not dead de Sade LaNay

Bisexual Nonfiction
Wow, No Thank You.: Essays de Samantha Irby
Transgender Nonfiction
The Black Trans Prayer Book de J Mase III e Dane Figueroa Edidi
LGBTQ Nonfiction
The Lonely Letters de Ashon T. Crawley

Lesbian Memoir/Biography
My Autobiography of Carson McCullers de Jenn Shapland
Gay Memoir/Biography
A Dutiful Boy: A Memoir of a Gay Muslim’s Journey to Acceptance de Mohsin Zaidi

Lesbian Romance
Written in the Stars de Alexandria Bellefleur
Gay Romance
The Ghost and Charlie Muir de Felice Stevens

LGBTQ Anthology
Love after the End: An Anthology of Two-Spirit and Indigiqueer Speculative Fiction editada por Joshua Whitehead

LGBTQ Children’s/Middle Grade
King and the Dragonflies de Kacen Callender

LGBTQ Young Adult
Flamer de Mike Curato

LGBTQ Comics
Apsara Engine de Bishakh Som

LGBTQ Drama
The Book of Mountains and Seas de Yilong Liu (New Conservatory Theatre Center)

LGBTQ Erotica
The Nerves de Lee Suksi

LGBTQ Mystery
I Hope You’re Listening de Tom Ryan

LGBTQ Science Fiction/Fantasy/Horror
Everyone on the Moon Is Essential Personnel de Julian K. Jarboe

LGBTQ Studies
Becoming Human: Matter and Meaning in an Antiblack World de Zakiyyah Iman Jackson

Para além dos livros premiados, nesta edição ainda foram entregues os prémios a autores:
Randall Kenan Prize for Black LGBTQ Fiction – Ana-Maurine Lara;
Jim Duggins, PhD Outstanding Mid-Career Novelist Prize – Brontez Purnell e Sarah Gerard;
Jeanne Córdova Prize for Lesbian/Queer Nonfiction – Nancy Agabian;
Judith A. Markowitz Award for Emerging LGBTQ Writers – T Kira Madden e Taylor Johnson.

Para quem não conheça os Lammys, vale a pena aproveitar para lembrar alguns dos livros premiados em anos anteriores: In the Dream House e Her Body and Other Parties de Carmen Maria Machado; Not That Bad: Dispatches from Rape Culture e Hunger de Roxane Gay; Into This River I Drown de T.J. Klune; Two Boys Kissing e Boy Meets Boy de David Levithan; Why Be Happy When You Could Be Normal? de Jeanette Winterson; The Empty Family e The Master de Colm Tóibín; Intersex (For Lack of a Better Word) de Thea Hillman; Call Me By Your Name de André Aciman; Fun Home de Alison Bechdel; Dress Your Family in Corduroy and Denim de David Sedaris; I Am My Own Wife de Doug Wright; Noonday Demon de Andrew Solomon (traduzido para português como O Demónio da Depressão e cuja leitura eu recomendo a todos os interessados na exploração da depressão na perspectiva do doente); The Folding Star e The Swimming-Pool Library de Alan Hollinghurst e tantos, tantos outros que é impossível ser exaustivo mesmo tentando selecionar os que me são imediatamente familiares.


Ao longo destes anos foram também sendo premiadas figuras relevantes na história e cultura LGBTQ como Armistead Maupin, Samuel R. Delany, Judy Shepard (Matthew Shepard Foundation); Barbara Grier; Malcolm Boyd; Leslie Feinberg ou Jane Wagner.

Boas leituras!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: