Eurogames 2021: Portugal vai estar representado em Copenhaga

Os EuroGames contarão este ano com quatro nadadores portugueses e estão abertos a todas as pessoas que desejem participar e reúne pessoas não só da Europa como de todo o Mundo, contando a edição deste ano com mais de 2.000 participantes com origem em 50 países e que irão competir em 22 modalidades.

Estes jogos pretendem combater a discriminação e defender o direito de envolvimento no desporto, política e cultura de todas as pessoas e identidades.

Pela terceira vez, uma delegação portuguesa, organizada pela Associação Desportiva BJWHF Sports Club, irá participar nos campeonatos em representação de Portugal.  A Comitiva Nacional irá contar com 4 atletas: Álvaro Cardoso, João Boavida, Pedro Marino e Sven Stellan Abrahamsson que irão competir na modalidade de Natação.

Os EuroGames (Campeonato Europeu Multi-Desportivo LGBTI) nasceu após a segunda edição dos Jogos Gay Games realizados em San Francisco, em 1986. Os EuroGames começaram em pequena escala com o objetivo de apoiar os atletas LGBTI bem como a necessidade de interagir com associações e clubes desportivos na Europa. A primeira edição dos Jogos foi realizada em Haia, em 1992. Desde então, espalhou-se em grande escala, envolvendo não apenas a esfera LGBTI, mas também no tecido social e civil dos países e cidades anfitriãs, caracterizando as iniciativas não apenas do ponto de vista Desportivo, mas também do ponto de vista Cultural, Turístico e Económico.

Os EuroGames, agora na sua 18ª edição, serão realizados pela primeira vez na cidade de Copenhaga na Dinamarca e serão promovidos pela EGLSF (Federação Europeia de Desporto Gays e Lésbicas). O evento multi-desportivo LGBTI que durará 4 dias é o resultado de um desejo de combinar a competição desportiva com a luta contra a discriminação com base na orientação sexual e identidade de género. 

A organização pretende que este evento seja o maior realizado na Dinamarca na promoção dos direitos humanos e contra a discriminação, de modo a tornar a cidade de Copenhaga um ícone de liberdade e tolerância a nível internacional.


Ep.133 – Sozinha: Marchas do Orgulho em Lisboa e Porto, Arraial Pride e o "Nosso" Corpo Dar Voz a esQrever: Notícias, Cultura e Opinião LGBTI 🎙🏳️‍🌈

O centésimo trigésimo TERCEIRO episódio do Podcast Dar Voz A esQrever 🎙️🏳️‍🌈 é apresentado por nós, Pedro Carreira e Nuno Gonçalves. Falamos da celebração que foi a Marcha do Orgulho de Lisboa e antecipamos a Marcha do Orgulho do Porto! Partilhamos também o cartaz do Arraial Lisboa Pride 2022 que inclui a grande Ágata! Ainda discutimos o que o nosso corpo e a quem ele pertence. Depois é hora de Dar Voz A… Björk e Teerão. Para participarem e enviar perguntas que queiram ver respondidas no podcast contactem-nos via Twitter e Instagram (@esqrever) e para o e-mail geral@esqrever.com. E nudes já agora, prometemos responder a essas com prioridade máxima. Podem deixar-nos mensagens de voz utilizando o seguinte link, aproveitem para nos fazer questões, contar-nos experiências e histórias de embalar: https://anchor.fm/esqrever/message 🗣 – Até já unicórnios 🦄 Música de Ágata; Jingle por Hélder Baptista 🎧 Este Podcast faz parte do movimento #LGBTPodcasters 🏳️‍🌈
  1. Ep.133 – Sozinha: Marchas do Orgulho em Lisboa e Porto, Arraial Pride e o "Nosso" Corpo
  2. Ep.132 – Legendary: Pink Washing, Outings e Dead Naming
  3. Ep.131 – Llévame al Cielo: Varíola macaca, bullying e LGBT Festival

O Podcast Dar Voz A esQrever 🎙🏳️‍🌈 está disponível nas seguintes plataformas:
👉 Spotify 👉 Apple Podcasts 👉 Google Podcasts 👉 Pocket Casts 👉 Anchor 👉 RadioPublic 👉 Overcast 👉 Breaker 👉 Podcast Addict 👉 PodBean 👉 Castbox 👉 Deezer