Primeira região polaca retira medidas contra população LGBTI após ameaça de fim de financiamento da UE

Créditos: Wojciech Habdas / Agencja Gazeta

Após ameaças da União Europeia, uma região polaca tornou-se na primeira a retirar a sua declaração contra a “ideologia LGBT”. Ela e quatro outras províncias debruçaram-se sobre os fundos da UE “colocados em espera” pela Comissão Europeia até estas abordarem as preocupações sobre suas resoluções contra a população LGBTI.

Numa votação esta semana, o parlamento local de Świętokrzyskie, uma província de 1,2 milhão de pessoas no sudeste da Polónia, votou pela revogação de uma resolução aprovada em 2019 que declarava “oposição à introdução da ‘ideologia’ LGBT e promoção dela na vida pública”.

A declaração foi então substituída por uma em que pede “respeito pela tradição e cultura seculares da Polónia” em relação à “igualdade e tratamento justo”. Compromete-se agora a “manter o estado de direito e opor-se a todas as formas de discriminação com base em sexo, idade, raça, deficiência, origem étnica, religião, política ou orientação sexual”.

A votação ocorreu imediatamente após uma discussão sobre a decisão da Comissão Europeia de suspender as negociações sobre o desembolso de fundos. Para Świętokrzyskie, 16 milhões de euros do fundo de recuperação do coronavírus da UE estão em jogo. É possível que outros fundos europeus também possam estar em risco.

Mais de 100 regiões polacas adotaram resoluções anti-LGBTI, a maioria declara explicitamente oposição à “ideologia LGBT”, enquanto outras referem as chamadas “cartas familiares” que rejeitam o casamento entre pessoas do mesmo sexo e prometem “proteger as crianças da corrupção moral”.

No mês passado, os parlamentos locais em Małopolska e Lublin – duas outras províncias cujas negociações de financiamento da UE foram suspensas – votaram para manter as suas resoluções anti-LGBTI.

No início deste ano, conselheiros da cidade de Kraśnik votaram pela retirada da sua resolução LGBTIfóbica devido ao risco de perder milhões em fundos da Noruega.


Ep.153 – Keyla Brasil, Eddie Redmayne e Tudo em Todo o Lado ao Mesmo Tempo Dar Voz a esQrever: Notícias, Cultura e Opinião LGBTI 🎙🏳️‍🌈

O CENTÉSIMO QUINQUAGÉSIMO TERCEIRO episódio do Podcast Dar Voz A esQrever 🎙️🏳️‍🌈 é apresentado por nós, Pedro Carreira e Nuno Gonçalves. O tema principal do episódio é desaparecimento temporário da ativista Keyla Brasil e das reações que ela desencadeou. Falamos ainda da retração do transfake de Eddie Redmayne e do filme de aceitação queer que é o possível vencedor dos Óscares, Tudo em Todo o Lado ao Mesmo Tempo. E ainda há… Björkem Portugal! FINALMENTE. Artigos mencionados no episódio: Keyla Brasil desaparecida desde dia 27: PSP tomou medidas “urgentes” Eddie Redmayne sobre o seu papel como pioneira mulher trans Lili Elbe: “Foi um erro” Tudo em Todo o Lado ao Mesmo Tempo: o filme com mais nomeações aos Óscares conta a história de luta por visibilidade e aceitação de uma filha queer perante a família Jingle por Hélder Baptista 🎧 Este Podcast faz parte do movimento #LGBTPodcasters 🏳️‍🌈 Para participarem e enviar perguntas que queiram ver respondidas no podcast contactem-nos via Twitter e Instagram (@esqrever) e para o e-mail geral@esqrever.com. E nudes já agora, prometemos responder a essas com prioridade máxima. Podem deixar-nos mensagens de voz utilizando o seguinte link, aproveitem para nos fazer questões, contar-nos experiências e histórias de embalar: https://anchor.fm/esqrever/message 🗣 – Até já unicórnios 🦄
  1. Ep.153 – Keyla Brasil, Eddie Redmayne e Tudo em Todo o Lado ao Mesmo Tempo
  2. Ep.152 – Nasci Maria: Tudo Sobre o Transfake, Festival da Canção 2023 e 40 anos de Madonna
  3. Ep.151 – Celebration: Drag Race, Inteligência Artificial, Will de Stranger Things e Ellie de The Last of Us

O Podcast Dar Voz A esQrever 🎙🏳️‍🌈 está disponível nas seguintes plataformas:
👉 Spotify 👉 Apple Podcasts 👉 Google Podcasts 👉 Pocket Casts 👉 Anchor 👉 RadioPublic 👉 Overcast 👉 Breaker 👉 Podcast Addict 👉 PodBean 👉 Castbox 👉 Deezer

Podes votar no Dar Voz A esQrever para o Prémio do Público do Festival Podes em 👉 https://podes.pt/votar/🦄🌈