Qatar 2022: Alex Scott, comentadora e antiga jogadora profissional, usa braçadeira “One Love” durante cobertura da BBC

Qatar: Alex Scott, comentadora e antiga jogadora profissional, usa braçadeira "One Love" durante cobertura da BBC

A comentadora da BBC e antiga futebolista profissional Alex Scott usou a braçadeira OneLove que a FIFA proibiu os jogadores de usar durante o Mundial de Futebol Masculino no Qatar. O momento ocorreu antes do primeiro jogo da Inglaterra contra o Irão esta segunda feira.

A FIFA ameaçou penalizar e emitir cartões amarelos a qualquer jogador que usasse a braçadeira “One Love” , o que forçou a Inglaterra e outras nações a recuar.

Alex Scott comentava no Qatar para a BBC antes do jogo Inglaterra x Irão e usou a braçadeira. A campanha One Love foi introduzida pela seleção de futebol masculino holandesa para os capitães de 10 nações europeias usarem nos jogos da Liga das Nações e no Mundial do Mundo de 2022 no Qatar.

A Holanda iniciou a campanha OneLove antes da Euro 2020 para promover a diversidade e a inclusão e celebrar os direitos LGBTQ+. A homossexualidade entre homens é crime no Qatar.

O capitão do País de Gales, Gareth Bale, planeava usar a braçadeira OneLove contra os Estados Unidos da América nesta segunda-feira, assim como o capitão holandês Virgil van Dijk.

O coração e o intuito da campanha “One Love” no Qatar até podiam ter sido genuínos nos braços das equipas que tentaram usar as braçadeiras, mas as circunstâncias em que acontece, num dos países mais opressores do mundo, e sem nunca explicitar o que simboliza, soa a conformismo e a estratégia defensiva. Agora sia também a desistência. E a FIFA é, obviamente, tanto cúmplice como promotora desta situação ao ter escolhido o Qatar para a realização do Mundial.

Valha-nos o futebol feminino e, hoje, em especial Alex Scott.

Deixa uma resposta