Xavier Jugelé: Como Um Homem Declarou O Seu Amor A Outro Perante O Presidente Francês

 

Decorreu ontem a cerimónia de homenagem a Xavier Jugelé, o polícia assassinado no ataque terrorista na capital francesa na semana passada. O evento foi presidido pelo ainda Presidente Hollande que assistiu a Etienne Cardiles, marido da vítima, fazer uma declaração de Amor: “Ficarás no meu coração para sempre, eu amo-te.

Cardiles contou também como ele e Jugelé trocaram mensagens na véspera do atentado sobre um feriado que estavam a planear, como lhe disse que estava feliz por estar destacado nos Campos Elísios, porque estes eram para si “a imagem de França“.

Cardiles continuou o seu discurso em tom pessoal e íntimo a Jugelé, “eu não sinto ódio, Xavier, porque não te serve, porque não corresponde a nada do que fez o teu coração bater”. Lembrando também como este gostava de “ir ao cinema assistir a cinco filmes seguidos num dia de sol em agosto”, ou como vibrava com “Céline Dion, Zazie, Madonna e Britney Spears“.

Jugelé viveu “uma vida de alegria e risos, em que o amor e a tolerância foram os seus guias incontestáveis. Viveu como uma estrela e sai, agora, como uma estrela.”

Naquele momento naquele lugar, o pior aconteceu“, disse Cardiles. “Foi um daqueles eventos que todos tememos enquanto esperamos que nunca aconteça. Ficarás no meu coração para sempre, eu amo-te. Vamos permanecer dignos… vamos viver em paz.”

O polícia, que foi igualmente um dos primeiros a chegar aquando do atentado no Bataclan em 2015 e ativista pelos direitos das pessoas LGBTI em França, foi condecorado postumamente com a Ordem Nacional da Legião de Honra pelo Presidente Hollande que declarou que “a França perdeu, mais uma vez, um dos seus mais corajosos filhos.”

Em tempos em que somos forçad@s a tomar posições sobre igualdade e inclusão, França poderá ver neste simbólico momento uma fonte de inspiração para as suas eleições presidenciais. Porque embora Emmanuel Macron e Marine Le Pen tenham igualmente estado presentes na cerimónia, não podemos ser inocentes quanto às intenções de um e outra.

Xavier Jugelé frança terrorismo lgbti hollande.jpg

Fontes: NYT; The Guardian e Pink News.

Advertisements