Marcha do Orgulho LGBTI+ de Lisboa avança com reforço de medidas de segurança e apelo a responsabilidade social

A Comissão Organizadora da Marcha do Orgulho LGBTI+ de Lisboa informou em comunicado que reuniu a 17 de junho para discutir sobre as recentes medidas excecionais aplicadas pelo Governo para a Área Metropolitana de Lisboa e decidiu, em articulação com todas as entidades competentes – Polícia de Segurança Pública, Câmara Municipal de Lisboa, Direção Geral da Saúde, manter a realização da manifestação.

A 22ª edição da Marcha do Orgulho LGBTI+ de Lisboa foi especialmente pensada e programada para acautelar todas as medidas de segurança possíveis. Como anunciado em maio, o percurso foi alterado para a Avenida da Liberdade para que se consiga manter a devida distância de segurança entre as pessoas e não haverá veículos em circulação ou sistemas de som para que se evitem ajuntamentos. Ao longo da manifestação, estarão disponíveis pontos de distribuição de álcool-gel para que se proceda à desinfeção das mãos.

A Comissão apela a todas as pessoas que vão marchar para o sentido de responsabilidade social. A contenção da pandemia depende de cada pessoa e, reforça, é essencial que todas as normas de proteção e combate à pandemia sejam cumpridas: uso de máscara; desinfeção das mãos; distância mínima de dois metros entre pessoas; cumprimento da etiqueta respiratória; e a proibição do consumo de álcool.

22ª edição da Marcha do Orgulho LGBTI+ de Lisboa:

  • Data: 19 de junho às 18 horas
  • Local: Marquês de Pombal aos Restauradores (Avenida da Liberdade)
  • Lema: Desconfinar direitos, afastar preconceitos

Comissão Organizadora: AMPLOS, APF Lisboa, Tejo e Sado, Clube Safo, GAT – Grupo de Ativistas em Tratamento, GTP (Grupo Transexual Portugal), ILGA Portugal, Lóbula, Opus Diversidades, Panteras Rosa, PolyPortugal, Por Todas Nós, QueerIST, Queer Tropical, rede ex aequo, TransMissão.


Ep.130 – Crónica do maxo discreto: Rescaldo da Eurovisão, Mapa Arco-Íris da Europa e Papa Francisco volta a lançar areia para os olhos Dar Voz a esQrever: Notícias, Cultura e Opinião LGBTI 🎙🏳️‍🌈

O centésimo vigésimo oitavo episódio do Podcast Dar Voz A esQrever 🎙️🏳️‍🌈 é apresentado por nós, Pedro Carreira e Nuno Gonçalves. Depois de fazermos um pequeno rescaldo da Eurovisão, falamos sobre o Mapa Arco-Íris da Europa realizado pela ILGA Europe e onde Portugal caiu na sua posição face a 2021. Depois continuamos a falar sobre Lisboa e Algarve que terão duas unidades de saúde especializadas para pessoas trans e em como o Papa Francisco volta a lançar areia para os olhos. Ainda há espaço para recomendações televisivas do Doctor Who, Yellowjackets e no cinema de What Lies Beneath. Não percam! Para participarem e enviar perguntas que queiram ver respondidas no podcast contactem-nos via Twitter e Instagram (@esqrever) e para o e-mail geral@esqrever.com. E nudes já agora, prometemos responder a essas com prioridade máxima. Podem deixar-nos mensagens de voz utilizando o seguinte link, aproveitem para nos fazer questões, contar-nos experiências e histórias de embalar: https://anchor.fm/esqrever/message 🗣 – Até já unicórnios 🦄 Música de Fado Bicha; Jingle por Hélder Baptista 🎧 Este Podcast faz parte do movimento #LGBTPodcasters 🏳️‍🌈
  1. Ep.130 – Crónica do maxo discreto: Rescaldo da Eurovisão, Mapa Arco-Íris da Europa e Papa Francisco volta a lançar areia para os olhos
  2. Ep.129 – Stefania (COM SARA RAQUEL): Eurovisão 2022!?!!!
  3. Ep.128 – Vai Tudo Passar Amanhã: Psicologia do Coming Out, Harry Styles e Queer Baiting

O Podcast Dar Voz A esQrever 🎙🏳️‍🌈 está disponível nas seguintes plataformas:
👉 Spotify 👉 Apple Podcasts 👉 Google Podcasts 👉 Pocket Casts 👉 Anchor 👉 RadioPublic 👉 Overcast 👉 Breaker 👉 Podcast Addict 👉 PodBean 👉 Castbox 👉 Deezer