“Homossexualidade não é doença”: Alemanha irá proibir ‘terapias de conversão’

A minha posição é clara: a homossexualidade não é uma doença e é por isso que ela não precisa ser tratada“, disse Jens Spahn, ministro da saúde alemão.

Spahn, que se assumiu gay e é casado com Daniel Funke desde 2017, disse esta semana que pretende escrever uma lei ainda este ano para proibir as chamadas ‘terapias de conversão’ que visam tornar gays e lésbicas heterossexuais.

Gostaria muito de ter um projeto de lei este ano que possa ser apresentado ao Parlamento“, disse numa entrevista em Berlim.

Especialistas consideram intervenções psicológicas ou espirituais para mudar a orientação sexual de alguém pseudo-científica, ineficazes e inclusive prejudiciais.

As técnicas mais controversas envolvem a administração de choques elétricos enquanto os sujeitos vêem imagens de atos homossexuais ou injeções de testosterona.

Na Alemanha são estimadas 1.000 tentativas por ano para “converter” homossexuais realizadas por membros da família, “treinadores” e terapeutas, por vezes envolvendo orações e até exorcismos, disse Jörg Litwinschuh-Barthel da Fundação Anti-Discriminação Magnus Hirschfeld. .

A comunidade LGBTI alemã, que há muito pede a proibição destas chamadas terapias, recebeu bem o anúncio de Spahn:

Essa proibição seria um sinal claro para as pessoas que propõem ‘terapias de conversão’, mas também para aqueles e aquelas a que as mesmas são submetidas, pois saberão que é algo errado“, afirmou Markus Ulreich, porta-voz da Federação Lésbica e Gay na Alemanha.

No início do ano passado, o Parlamento Europeu aprovou um texto não vinculativo que instava os membros da UE a proibir a prática, algo que até agora apenas Malta e algumas regiões espanholas fizeram.

Spahn encomendou dois relatórios e um painel de especialistas de 46 membros que concluíram que a proibição é “medicamente necessária e legalmente possível“.

Várias pessoas que se submeteram a essas terapias testemunharam o sofrimento que estas alegadas terapias lhes causaram ao painel de especialistas. Um paciente gay relatou, por exemplo, como durante uma sessão de psicoterapia padrão, o médico de repente declarou a conversão sexual como uma “meta terapêutica” e a seguiu através de “conversas doutrinadoras”. Quando o tratamento por choque elétrico foi proposto, o paciente finalizou o tratamento.

O Ministério da Saúde alemão disse que pretende lançar um relatório final em agosto, para abrir caminho a uma lei que será escrita antes do final do ano.

Fonte: The Local.


A processar… ⏱
Sucesso! 🌈
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s